2.5.4 Ageless: sem idade

Para além de uma tendência demográfica, o envelhecimento da população começa a alcançar novas gerações e traz uma ressignificação sobre a terceira idade. De perfis mais “joviais”, mais dispostos a experimentar, e inclusive mais digitalizados (especialmente após a pandemia), o público idoso passa a se portar de modo mais ativo e presente no mercado. Esta tem sido uma excelente notícia para os negócios que estão sabendo se comunicar e atender a este público – mesmo que isso também exija algumas adaptações.


Insights

O que você pode fazer:

  • Apesar de toda a mudança de mentalidade e comportamento, algumas limitações físicas, no entanto, ainda são as mesmas: priorize a legibilidade (utilizando letras grandes, por exemplo), o conforto (em estabelecimentos físicos, por exemplo, ofereça locais ou mobiliário adequados para sentar) e a segurança (evite obstáculos ou má sinalização do ambiente).

Para refletir:

  • Minidinâmica: pense em serviços e produtos que já existem. Agora, reflita se atendem a este público, e senão, pense em como poderia atender.

Dados:

  • De acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), em 2018 os idosos representavam 13% da população brasileira, somando mais de 28 milhões de cidadãos no país. Segundo a ONU, a expectativa de vida atual é de 75,67 anos, mas a previsão é que esta idade aumente para 81,2 anos até 2050. 
  • Segundo o Datafolha de 2017, 58% dos idosos entre 60 e 70 anos declararam ser sexualmente ativos. Já entre os idosos de 71 e 80 anos, 43% afirmaram ainda ter relações sexuais. 
  • Os dados do Datafolha apontaram que a cada cem homens acima dos 60 anos, 83 disseram ainda ter uma vida sexual ativa, contra 29% de mulheres que afirmaram o mesmo. 
    Fonte: Elástica; Fontes mencionadas: IBGE, ONU