Logo Comunidade Sebrae
Home
bedtime
Imagen da logo do Sebrae
icone menu de opções
Iníciokeyboard_arrow_rightNovos Negócioskeyboard_arrow_rightArtigos

Sebrae em dados - Doulas e parteiras

avatar TAIS MARA HORTELA
Tais Mara Hortelafavorite_outline Seguir perfil
fixo
thumb_up_alt1
Sebrae em dados - Doulas e parteiras
1 pessoa curtiu esse artigo
Criado em 17 FEV. 2023
text_decreaseformat_color_texttext_increase

Olá, no Sebrae em dados dessa semana falaremos sobre as doulas e parteiras.

 

Temos muitas novidades programadas para esse ano que se inicia! Que tal se inscrever gratuitamente na comunidade novos negócios para não perder nenhuma novidade?



Doulas e parteiras desempenham papéis importantes no atendimento à saúde materna no Brasil. Embora suas funções sejam distintas, ambas podem ajudar a garantir uma experiência de parto mais segura e satisfatória para as gestantes.


A Organização Mundial de Saúde, se refere à doula como profissionais treinadas para fornecer suporte emocional e físico durante o trabalho de parto e o parto. Elas não são profissionais de saúde e não realizam procedimentos médicos, mas podem ajudar a gestante a se sentir mais confortável, proporcionando técnicas de relaxamento, massagem e encorajamento.


Já as parteiras são profissionais de saúde capacitadas para realizar assistência ao parto, inclusive em casos de parto domiciliar. Elas podem avaliar a gestante, monitorar o progresso do trabalho de parto e realizar procedimentos médicos, como suturas após o parto, caso seja necessário.


Atualmente no Brasil existem 8.496 estabelecimentos registrados como atividade principal no CNAE: 8690-9/99 Outras atividades de atenção à saúde humana não especificadas anteriormente, onde os profissionais doula e parteira atuam na assistência ao parto e ao pós-parto. Sendo 1.042 filiais


Fonte: Sebrae


A atividade está presente em 1.631 municípios registrados no Brasil.

 

Municípios com maior número de doulas:

São Paulo, SP 1.210

Salvador, BA 149

Curitiba, PR 118

 

Os municípios que possuem maior e menor número de empresas por Km² são:

São Caetano do Sul, SP 27 empresas, 1,75 por km²

Pinhais, PR 04 empresas, 0,07 por km²

 

Os municípios que possuem maior e menor número de habitantes por empresa:

Maracanaú, CE 230.986

Jenipapo de Minas, MG: 229


 

Porte das empresas

As micro e pequenas empresas representam 55% das empresas de serviço de parteira do país.


Fonte: Sebrae


Microempresa (ME): 46%

Sem fins lucrativos (SFL): 17%

Média e grande empresa (MGE): 17%

Empresas de pequeno porte (EPP): 09%

Governamentais (GOV): 09%

 

Abertura

No Brasil, tanto as doulas como as parteiras enfrentam desafios em relação à sua regulamentação e aceitação no sistema de saúde. No entanto, existem organizações que trabalham para promover e proteger os direitos dessas profissionais, além de oferecer treinamentos e apoio às mulheres que desejam utilizar seus serviços.


Hoje em dia contamos com parteiras formadas através de cursos universitários, através de uma graduação que dura 4 anos e meio, ela aprende sobre a saúde da mulher, com ênfase na gestação, parto e puerpério.


A profissão de parteira é regulamentada pelo Conselho Federal de Enfermagem (COFEN) e pela Lei do Exercício Profissional da Enfermagem. As parteiras devem possuir formação técnica em enfermagem ou em obstetrícia, além de registro no Conselho Regional de Enfermagem (COREN) de sua região.

 

A doula não precisa, necessariamente, ser enfermeira. A maioria delas possui uma formação profissional anterior, como enfermagem ou fisioterapia, mas a ausência de uma formação na área da saúde não impede que uma mulher exerça essa profissão, desde que tenha feito o curso específico para doulas.


Existem algumas organizações que oferecem formação para doulas e estabelecem padrões de atuação para a profissão. A Associação Nacional de Doulas (ANDO) é uma dessas organizações e estabeleceu um código de ética e conduta para suas associadas.


No ano de 2022 foram abertas 260 empresas especializadas em partos humanizados no Brasil, o maior número dos últimos 09 anos.


Fonte: Sebrae


Muitas mulheres brasileiras optam por partos naturais, que podem ser realizados com o acompanhamento de uma parteira, em vez de uma intervenção médica, como uma cesariana.

 

Encerramento de empresas

No Brasil, apesar da demanda crescente, a atuação das doulas e parteiras ainda não é clara em suas atribuições e responsabilidades, o que pode gerar dúvidas e inseguranças em alguns casos.


Além disso, o acesso a esses serviços ainda é limitado para muitas mulheres devido a questões financeiras, uma vez que nem sempre é possível arcar com os custos das consultas e acompanhamentos privados.


A taxa de mortalidade é de 12,37%.  Em 2022 foram encerradas 156 empresas o menor número dos últimos 05 anos. Confira a taxa dos últimos 5 anos, de acordo com o porte da empresa.


Fonte: Sebrae


Municípios com maior taxa de mortalidade:

Ouro Preto, MG: 300%

Campina Grande do Sul, PR: 150%

Novo Hamburgo, RS: 44,44%

 

 

Maturidade

A idade média das empresas é de 20 anos.


Fonte: Sebrae


O setor é considerado estabelecido no país, a maturidade é de 88,47%. Esses empreendimentos representam 60% que possuem mais de 3,5 anos de empresa. 07% são Empresas Iniciais (Entre 04 meses e 3,5 anos), 3% são Empresas Nascentes (0 a 03 meses)

 

Estados com maior e menor número de empresas estabelecidas:

Maior: Acre 100%

Menor: Rio Grande do Norte 33,10%

 

 

Municípios com maior número de empresas estabelecidas:

São Paulo, SP 753

Salvador, BA 71

Manaus, AM 21

 

 

Empregos

O mercado de trabalho para doulas e parteiras no Brasil vem crescendo nos últimos anos, em parte devido ao aumento da conscientização das mulheres sobre a importância do parto humanizado e do acompanhamento personalizado durante a gestação, parto e pós-parto.


O saldo de contratações em 2022 foi de 1.619 (saldo) novas vagas.

Contratações: 18.919

Demissões: 17.300

Desse saldo total, as Micro e Pequenas Empresas foram responsáveis por 14,1% das novas contratações, enquanto as Médio e Grande Empresas de 10,6%.

 

Fonte: Sebrae


Os maiores índices de contratações aconteceram nos meses de mês julho (1.869), junho (1.767) e maio (1.746). E para os números de demissões: junho (2.013), julho (1.523) e agosto (1.504).  de 2022 apresentaram os maiores.

 

Saldo empregos


Fonte: Sebrae


Dados das contratações:

Mulheres: 79,80%

Homens: 20,20%

Trabalhadores portadores de deficiência: -0,56%

Trabalhadores em tempo parcial: 31,38%

Trabalhadores intermitentes (temporários): 1,24%

 

 

Escolaridade dos trabalhadores:

Ensino médio completo: 52%

Superior completo: 36%

Superior incompleto: 04%

 

Média salarial


Fontes: Sebrae


Gostou do texto? Está pensando em empreender? 

Clique aqui! e fique por dentro de todos os dados. 

Ao participar da comunidade você pode publique também seus conteúdos e suas ideias!

 

Sugira nos comentários uma atividade para podermos ajudá-lo! 

 

Fontes: Sebrae

avatar TAIS MARA HORTELA
Tais Mara Hortela
Unidade de Gestão Estratégica Sebrae Pr favorite_outline Seguir Perfil
capa Novos Negócios
Novos Negócios
people 5384 participantes
Um espaço aberto para trocas de experiências sobre novos negócios. Se você já tem uma ideia de negócio, ou ainda não sabe por onde começar, este é o lugar certo! Aqui, você encontra conteúdos para te ajudar a ter sucesso nesta jornada empreendedora ¿¿
fixo
Em alta
Sebrae Em Dados - Mercado de Produtos Naturais no Brasil
16 ago. 2022Sebrae Em Dados - Mercado de Produtos Naturais no Brasil
Sebrae em Dados - Salões de Beleza
15 out. 2022Sebrae em Dados - Salões de Beleza
Para ver o conteúdo completo, bastase cadastrar, é gratis 😉
Já possui uma conta?