Tá certo que esta expressão é um velho “clichê”, mesmo assim, temos aqui um tema que muito impacta na história das empresas.
Alguns exemplos:

  1. CLIENTES:
  • Não abrir mão de uma carteira de clientes – nas empresas prestadoras de serviços – cujos valores contratuais não cobrem os custos efetivos dos serviços prestados;
  • Vender a prazo através de crediário próprio, mesmo tendo sérios problemas com recebimentos.
  1. PRODUTOS:
  • Insistir na venda de produtos/serviços que não sejam viáveis ou que possibilitem pequenas margens sobre vendas;
  • Negociar vendas com pequenas margens somente para garantir a venda;
  • Negociar vendas com margens negativas para vencer a concorrência.

Receba conteúdos exclusivos do Sebrae direto no seu email.

 

  1. ESTOQUES:
  • Manter altos níveis de estoques para garantir poder vender e poder entregar.

Certamente são vícios na condução dos negócios do qual necessitam ser corrigidos!
Por acaso estamos falando de alguma de suas práticas?
Pense nisso!

Este conteúdo foi útil para você?


Este conteúdo foi útil para você?

Ei!? O que você achou deste conteúdo?
Compartilhe sua experiência

O seu endereço de e-mail não será publicado.
Todos os campos são obrigatórios.




Privacy Preference Center

Diminuir ou aumentar fonte
Contrast