Alguns dias atrás participava de um diálogo com um empresário onde o tema era: dívidas!

Até aqui nada de excepcional, afinal de contas, quem já não passou por isso, não é mesmo?

Porém, saber como saldá-los de maneira eficiente e viável é a grande questão!

Qual opção você escolheria?
a. venderia bens pessoais no valor suficiente para quitar as dívidas;
b. venderia bens pessoais num valor superior, assim, poderia quitar as dívidas e reservar o suficiente para as dívidas futuras;
c. venderia bens pessoais com desconto bastante atrativo para fazer dinheiro rápido e assim poder pagar as dívidas;
d. venderia bens pessoais com desconto bastante atrativo, porém, escolheria um bem de maior valor para assim reservar o suficiente para as contas futuras.

Este foi o tema do diálogo: como arranjar dinheiro para pagar as contas vencidas e poder suportar um período de recessão, onde as vendas caíram em mais de 50%?

A opção escolhida pelo empresário, foi a opção “d”, assim, reservaria dinheiro suficiente para suportar outros vários meses de custos fixos… ah sim, o bem a ser vendido seria um imóvel de excelente localização.

E qual seria a sua opção?
A, B, C ou D

 

Quer a minha opinião?

NENHUMA DELAS!

Receba conteúdos exclusivos do Sebrae direto no seu email.

 

Exatamente isso!

Já fiz muitos comentários neste blog no qual todos arremetem a orientações sobre alternativas, e, todas elas com uma grande preocupação: não desfazer de um bem para pagar dívidas.

Antes de mais nada, algumas variáveis devem ser analisadas:

  1. Se existe uma real previsão de retomar as boas condições de venda e de geração de lucro, com isso recuperar um patrimônio equivalente ao vendido;
    2. Se existe uma previsão de reação, porém, não o suficiente para recuperar o patrimônio;
    3. Se não existe nenhuma previsão de reação.

Se, em sua análise, a resposta for pela opção 1, então, vá em frente, porém, não abra mão de um bom planejamento para cobrir suas dívidas e saber recuperar o seu patrimônio no tempo planejado.

Porém, se, em sua análise a resposta for pelas opções 2 ou 3, muito cuidado! Um passo muito importante ANTES MESMO DE VENDER UM PATRIMÔNIO, é analisar se o seu negócio está sendo administrado de maneira correta e se ela possibilita uma real margem de rentabilidade!

Algumas recomendações úteis:

“SE VOCÊ QUER AUMENTAR SEUS LUCROS, REDUZA SUAS NECESSIDADES” (Provérbio chinês)

“QUANDO FOR APORTAR DINHEIRO NA EMPRESA, SÓ O FAÇA DE MANEIRA QUE ELE RAPIDAMENTE SE MULTIPLIQUE, OU SEJA, APLIQUE-O NA PRODUÇÃO E VENDA, NUNCA NA AMORTIZAÇÃO DE DÍVIDAS”

 

Pense nisso e se precisar de ajuda, procure por uma consultoria especializada.

 

Este conteúdo foi útil para você?
Sim0
Não0

Este conteúdo foi útil para você?
Sim0
Não0

Ei!? O que você achou deste conteúdo?
Compartilhe sua experiência

O seu endereço de e-mail não será publicado.
Todos os campos são obrigatórios.




Privacy Preference Center

Diminuir ou aumentar fonte
Contrast