2.3.6 Turismo Introspectivo

Esta tendência se relaciona diretamente com a tendência 1.4.5 Detox Urbano, referindo-se a um crescente desejo na população por fazer “retiros rurais” e passar temporadas em locais mais tranquilos e isolados, especialmente quando cercados por natureza. Este movimento cria uma grande oportunidade para os pequenos negócios destas áreas, com potencial para fortalecer a economia da região. Os locais não-urbanos que souberem se preparar para atrair este público, conseguindo equilibrar adaptações necessárias (como tecnologias de conectividade) à preservação do estilo campestre da região, poderão se beneficiar de uma nova era econômica.


Insights

Para Refletir:

  • Se o seu negócio está inserido em lugares afastados dos centros urbanos, como você pode aproveitar esta oportunidade? O que você pode implementar no seu atendimento, produtos ou serviços, que pode ajudar os visitantes durante suas estadias?
  • Caso o seu negócio esteja em locais urbanos, é possível adaptar algum serviço com foco em criar uma opção de ambiente mais silencioso e tranquilo para os seus clientes?
  • Se na verdade o seu negócio não é exatamente sobre hospedagens ou turismo, que tal criar ações relacionadas a viagens? Por exemplo, se você comercializa produtos, você pode criar kits focados em tornar a viagem do público mais “autônoma”; se você cria conteúdo digital, você pode abordar temas relacionados a viagens ao estilo “tudo o que você precisa saber para não precisar falar com ninguém em uma viagem”; etc.

Dados

  • O turismo agora é natural. A procura por turismo de natureza, segundo a Braztoa, sofreu forte crescimento no mês de julho de 2021, sendo motivo de viagem de 18,6% de turistas internacionais e 25,6% dos visitantes domésticos. 
  • O Ministério do turismo aponta que 86,5% dos deslocamentos ocorreram por razões pessoais e 13,5% por razões profissionais. De quem viajou por motivo pessoal, 31,5% estava em busca de lazer e, dentro deste universo, 25,6% buscava o ecoturismo e viagens de aventura.
    Fonte: Ministério do Turismo; Fonte mencionada: Braztoa