2.3.4 Marcas educadoras

Encontrar colaboradores qualificados nem sempre é fácil para os negócios. Por isso, ao invés de esperar passivamente por candidatos que atendam a todas as competências, muitas empresas estão preferindo “erguer as próprias mangas” e se tornarem elas mesmas condutoras de conhecimento. Enquanto algumas implementam esta ideia de modo interno, oferecendo treinamentos, cursos ou bolsas de estudo para colaboradores já contratados, outras vão além e criam programas ou parcerias educacionais para o público externo, participando ativamente do processo de formação da população. E esta tendência não é novidade no Guia de Tendências do Sebrae: sua relevância é tão alta, que esta já é sua terceira aparição por aqui 🙂


Insights

O que você pode fazer:

  • Se possível, pesquise sobre como as outras empresas investem na educação dos colaboradores (ver a tendência 2.1.5 Os colaboradores importam). Inspire-se nisso e implemente alternativas similares no seu negócio.

Para refletir:

  • Faz sentido para a sua empresa criar programas educacionais para oferecer à comunidade externa? Se sim, quais?
  • Compartilhe seu conhecimento: há algum processo ou informação interna que você possa deixar pública, criando engajamento e fomentando a discussão entre o seu público?

Vale a pena pesquisar sobre:


Dados

  • O mercado mundial do e-learning (aprendizado digital) prevê crescimento de 16,92% em 2021, segundo o DeFinanzas.com. Nos próximos anos o impacto deve ser ainda maior, nessa previsão está uma taxa composta de crescimento anual de 18% entre 2021 e 2025, o que resultaria uma expansão de US$ 184,52 bilhões do setor.
  • As edtechs devem pegar carona nesse crescimento. As empresas especializadas em unir desenvolvimento de tecnologia e educação devem alcançar uma taxa composta de crescimento anual de 19,9% de 2021 a 2028, ano em que o segmento poderá alcançar o valor de US$ 285,2 bilhões.
    Fonte: Olhar Digital; Fonte mencionada: DeFinanzas.com
  • Segundo pesquisa da Google, mais de 90% dos usuários do YouTube tem o aprendizado como um dos objetivos ao utilizar a plataforma.
    Fonte: CoolHow, Google