Começamos o dia com desejada marca Victoria´s Secret.

Com três andares a loja encanta com o visual merchandising, cada andar com uma comunicação e proposta diferente.
A marca não reinventou a lingerie. Apenas as tornou mais sensual, ousada e chique. O que antes pertencia somente à esfera íntima de uma mulher, como o seu mistério e a sua sedução, está agora à vista para que todo mundo possa ver. E o melhor, qualquer um poder comprar não somente lingeries, mas fantasia, sedução e sexualidade, tudo endossado com as famosas iniciais VS.

A primeira loja da VICTORIA’S SECRET, nome inspirado pela admiração de seu fundador em relação à Rainha Vitória, foi aberta em 1977, localizada no Stanford Shopping Center na cidade californiana de Palo Alto, pelas mãos de Roy Raymond, que estudou o mercado de roupas íntimas por oito anos, por uma razão muito forte: na época, ele se sentia desconfortável ao ingressar nas lojas para comprar roupas íntimas para sua esposa Gaye.

A marca é conhecida pela sua linha de lingeries provocantes e sensuais, mas também pelo casting de supermodelos, conhecidas como ANGELS, que personificam o espírito da VICTORIA’S SECRET.

Macy´s

A maior loja de departamentos do mundo, a Macy´s é quase uma instituição americana, especialmente da cidade de Nova York. Para muitos consumidores há um charme especial fazer compras em suas lojas com ambiente clássico, aconchegante e cheio de marcas tentadoras. Foi pioneira e responsável por trazer muitas inovações no segmento de varejo: foi a primeira loja a ter uma mulher, Margaret Getchell, ocupando um cargo executivo; primeira a vender itens sob o mesmo preço para todos os consumidores e a anunciar em jornais preços específicos para alguns produtos; primeira loja do segmento a conseguir licença para vender licores e bebidas na cidade de Nova York; e primeira a introduzir toalhas de banho coloridas, entre outras novidades, primeira loja em trabalhar com preços de 1,99, dentre tantas outras ações inovadoras…

A Macy’s foi inaugurada em 1858 e o prédio da Rua 34 ocupa hoje um quarteirão inteiro no coração de Nova York.
Como toda rede de varejo nos EUA, a Macy’s sofreu com a crise econômica de 2008, mas decidiu fazer da dificuldade uma aliada. A loja passou por uma grande reestruturação, demitiu sete mil funcionários e cortou custos. O resultado foi uma forte recuperação e lucros em alta.

De fôlego renovado, a loja volta os olhos para o futuro. Passa por uma reforma que vai transformar quase tudo até 2015. Mas as escadas rolantes de madeira ficam. Afinal, a Macy’s se orgulha de ter sido a primeira loja do mundo a instalar escadas automáticas.

A vice-presidente de relações públicas revela que, na primeira fase, será construído o maior salão de calçados do mundo, e haverá uma entrada da loja pela Rua Broadway. Além disso, serão adicionados novos restaurantes.
Algumas mudanças já estão ao alcance do consumidor, que pode escanear códigos de barras com o smartphone e ter mais informações sobre os produtos, assistir a vídeos e ainda concorrer um vale de US$ 500 em compras. É a mais nova ferramenta de uma loja que mistura inovação e tradição para atrair clientes fiéis.

O maior “cartão postal” da marca é a parada do Dia de Ação de Graças, em novembro, que abre a temporada de compras de Natal – uma iniciativa dos funcionários e, até hoje, um símbolo de Nova York.

E a tarde continuam as visitas…

Federal Reserve Bank

O maior de todos os bancos também está em Nova York. Nos sentimos honrados em sermos recepcionados por responsáveis pelo guarda do ouro americano e poder entrar num espaço quase inacessível.
Fomos recebidos por um brasileiro brilhante, o Sr. Sérgio Waldeck Staff, Diretor financeiro do Federal Bank e tivemos a oportunidade conhecer um pouco da história do Federal Reserve Bank, lugar onde estão guardados cerca de 25% de todo o ouro do mundo! A experiência vivenciada fez as pessoas experimentarem um momento único e raro.
Em 1924 a sede do Federal Bank foi construída com o objetivo de guardar e proteger fortunas de vários países do mundo. A estrutura de segurança é algo que impressiona, também pudera, não poderia ser diferente. O FED fica muito próximo da Wall Street, centro financeiro de NY, fomos até lá conferir.

E para encerrar o dia….

 

Receba conteúdos exclusivos do Sebrae direto no seu email.

 

Consulado Brasileiro

O grupo foi recebido pelo diplomata Julio de Oliveira Silva, no Consulado-Geral do Brasil em Nova York. Julio nos explicou os serviços prestados pelo consulado que é uma repartição do Governo brasileiro encarregada de prestar, nos termos das leis e do direito internacional, determinados serviços públicos na sua área de jurisdição. É subordinado ao Ministério das Relações Exteriores. Além do Consulado-Geral em Nova York, o Ministério mantém nos EUA outros Consulados, bem como a Embaixada do Brasil em Washington e as Missões Permanentes do Brasil junto à OEA e junto à ONU.

O coordenador da missão Osmar Dalquano Junior, explicou ao diplomata o objetivo da missão técnica e os empresários participantes também tiveram a oportunidade de se apresentar e falar sobre as suas empresas.

O Sr. Sérgio Waldeck Staff, Diretor financeiro do Federal Bank, mais uma vez nos agraciou com uma palestra sobre a sua visão da economia Americana e as percepções que tem sob a economia brasileira. Também nos contou como conseguiu vencer nos USA com investimento em educação, esforço, competição e planejamento.
Foi realmente um aprendizado que embasou ainda mais o grupo e ficará gravado na memória de todos nós.
Ao Sérgio, brasileiro de nascimento e coração o nosso agradecimento, pelas palavras, simplicidade e pela disponibilidade em servir!

Veja agora o depoimento de uma das participantes da missão:

Este conteúdo foi útil para você?


Este conteúdo foi útil para você?

Ei!? O que você achou deste conteúdo?
Compartilhe sua experiência

O seu endereço de e-mail não será publicado.
Todos os campos são obrigatórios.




Privacy Preference Center

Diminuir ou aumentar fonte
Contrast