Não tenho bola de cristal, mas analisando os fatos históricos posso prever que a nova onda das franquias será a de “food trucks”. Isso não quer dizer que seja algo positivo ou negativo, apenas uma constatação, mas saber disso pode ajudar em algumas coisas.

Antes de tratar da importância desta informação, vou apresentar porque cheguei a esta conclusão e aproveito para agradecer ao amigo consultor do Sebrae João Luís Moura, que teve a percepção deste movimento e compartilhou comigo, dando origem a este post.

De tempos em tempos surgem alguns negócios que viram “febre”, lembra da época das vídeo-locadoras? Mesmo antes de sofrerem duros golpes das novas tecnologias como as tvs a cabo e mais recentemente os serviços de tv via internet, como a Netflix. Existiu um momento em que aparecem como grande negócio, e que era mesmo em função da sua lucratividade, o que atraiu grande número de empreendedores que investiram neste setor.

Com a entrada de muitos participantes neste mercado, a concorrência aumentou, as margens diminuíram e consequentemente a lucratividade caiu bastante, levando ao fechamento de muitos estabelecimentos em um intervalo relativamente curto de tempo. Muitas resistiram e conseguir recuperar parte da sua lucratividade em um mercado um pouco menos concorrido.

Normalmente as que conseguiram sobreviver foram as que tinham algum diferencial relevante, como um acervo grande e constantemente atualizado, ou grande número de cópias dos últimos lançamentos, ou uma excelente localização, enfim algum fator que a fizesse se destacar no meio de tantas empresas daquele setor.

Isto sempre acontece, de forma mais ou menos evidente, mas sempre acontece. Um gráfico que representa bem esta situação é o seguinte:

 

Ciclo de vida

CHIAVENATO, Idalberto. Administração nos novos tempos. Elsevier: Rio de Janeiro, 2004.

 

Em negócios em que esta curva tem um crescimento muito rápido, existe uma tendência de o período de maturidade seja curto e a curva de declínio tenha uma descida também muito rápida. Este comportamento é típico de negócios “do momento”.

Receba conteúdos exclusivos do Sebrae direto no seu email.

 

Como os franqueadores estão ficando mais ágeis, quando são identificados negócios com potencial de virar sensação, gerando demanda de pessoas que querem montar tais negócios, surgem opções de franquias no segmento. As franquias deixam o trabalho muito mais fácil para quem quer empreender e assim atraem muita gente, acompanhando o mesmo crescimento rápido dos negócios independentes.

Tradicionalmente o que deve ocorrer é que um número relativamente baixo destes novos empreendimentos não obterá sucesso e assim fechará as portas.

Comprar uma franquia de um negócio “da moda” pode ser um ótimo negócio, porém demanda atenção redobrada na análise do investimento, pois provavelmente no médio prazo muitas das unidades não terão sucesso. Assim saber que a franquia que está comprando tem uma tendência de desenvolvimento e declínio de curto prazo ajuda muito na hora de analisar se este tipo de ciclo está alinhado com a sua expectativa de negócio.

Com o crescimento impactante do número de tipos e marcas de food trucks, é provável que comecem a surgir muitas marcas de franquias específicas para este tipo de negócio, assim como já aconteceu com diversos outros negócios anteriormente como yogurterias e de serviços de reparos rápidos, embora possam ser negócios lucrativos, o ciclo natural faz com que algumas unidades não tenham um desempenho necessário para continuar na rede.

Analise bem, faça suas escolhas e consiga bons negócios.

Até a próxima.

Este conteúdo foi útil para você?
Sim0
Não0

Este conteúdo foi útil para você?
Sim0
Não0

Ei!? O que você achou deste conteúdo?
Compartilhe sua experiência

O seu endereço de e-mail não será publicado.
Todos os campos são obrigatórios.




Privacy Preference Center

Diminuir ou aumentar fonte
Contrast