O Ibama emitiu uma importante licença de operação para o Porto de Paranaguá. Foram autorizadas as operações de dragagens de manutenção do porto, para os trechos Charlie 1, 2 e 3.

A licença foi dada um dia depois de o Ibama receber, da Administração dos Portos de Paranaguá e Antonina (APPA), a conclusão de uma última pendência para emissão da licença. A administração fechou um convênio com a Fundação de Apoio ao Desenvolvimento da Faculdade Estadual de Filosofia, Ciências e Letras de Paranaguá e da Universidade Estadual do Paraná (Funespar) para implantar uma base especializada para resgate de fauna em caso de acidentes ambientais na área.

A regularização foi dada após dez pareceres técnicos e várias vistorias realizadas, além do aprimoramento dos procedimentos da APPA na gestão ambiental do Porto. A emissão desta licença, válida por cinco anos, vai exigir da APPA, dentro de prazo determinado, a solução para passivos ambientais, como a recuperação de áreas contaminadas, e a implementação de diversos programas de monitoramento ambiental.

Por Denise Wellner

Receba conteúdos exclusivos do Sebrae direto no seu email.

 

Este conteúdo foi útil para você?
Sim0
Não0

Este conteúdo foi útil para você?
Sim0
Não0

Ei!? O que você achou deste conteúdo?
Compartilhe sua experiência

O seu endereço de e-mail não será publicado.
Todos os campos são obrigatórios.




Privacy Preference Center

Diminuir ou aumentar fonte
Contrast