Pesquisas demonstram a grande importância da contribuição das micro e pequenas empresas no que tange a promoção do crescimento econômico, na criação de empregos, renda e na melhora das condições de vida da população. Percebe-se claramente pelos indicadores que apesar das MPEs representarem 99% das empresas brasileiras e mais de 60% dos empregos gerados, no que se refere a sua contribuição no PIB – Produto Interno Bruto as Micro e Pequenas empresas representam em torno de 25% de toda riqueza gerada enquanto em outros países a participação é maior como o caso por exemplo da Itália e Espanha onde a participação chega a mais de 50% do PIB destes países.  O que se percebe ao analisar os indicadores de outros países é a efetiva participação da pequena empresa em mercados internacionais. Enquanto em alguns países a participação das MPEs está na casa dos dois dígitos, ou seja, acima de 10% das exportações, no Brasil a participação é na ordem de 1%[i]. Cabe salientar que o conceito de organização com padrões internacionais de competitividade está vinculado aquela empresa que está preparada para competir tanto no mercado externo quanto no mercado interno.

Desta forma, é fundamental para o estado e para o país a inserção destas empresas no mapa mundial dos negócios, preparando-as como se fossem grandes, fortalecendo-as com fundamentos de excelência em gestão e inovação, melhorando a produtividade das mesmas e que as tornem referências para outras empresas nacionais.

Receba conteúdos exclusivos do Sebrae direto no seu email.

 

Porque precisamos de pequenas empresas com padrões internacionais de competitividade?

Esta pergunta pode ter no mínimo duas respostas. A primeira vinculada à questão da soberania e orgulho nacional e a segunda relacionada a empresas que possam gerar mais renda e poupança local e nacional. Portanto, levar empresas paranaenses para atingirem patamares de empresas com padrões internacionais é fator preponderante para o desenvolvimento do estado. Hoje ainda se percebe que a grande maioria das empresas está voltada somente para a competitividade local/regional diante deste contexto as agências de apoio e desenvolvimento devem inovar na abordagem e na busca de resultados destas empresas.

Se você tem interesse em saber mais sobre o assunto, fique atento ao SEBRAE/PR na próxima semana, em especial no dia 05 de novembro quando ocorrerá apresentação por parte de empreendedores de empresas de pequeno porte que nos contarão como conseguiram atingir um nível de excelência em gestão de forma diferenciada, as dificuldades e os seus ganhos, além disso, teremos o Vice-Presidente de Rh da Volvo do Brasil falando sobre o papel das pessoas na implantação da excelência em gestão. Também teremos o superintendente da Fundação Nacional da Qualidade demonstrando a importância da excelência da gestão em pequenas empresas.

Mais informações em https://www.sebraepr.com.br/semana 

http://www.pdp.gov.br/paginas/macrometas.aspx#ancora3

Este conteúdo foi útil para você?
Sim0
Não0

Este conteúdo foi útil para você?
Sim0
Não0

Ei!? O que você achou deste conteúdo?
Compartilhe sua experiência

O seu endereço de e-mail não será publicado.
Todos os campos são obrigatórios.




Privacy Preference Center

Diminuir ou aumentar fonte
Contrast