Diversos empreendedores no estágio inicial das suas ideias de negócio, muitas vezes criam a expectativa de encontrar um investidor para viabilizá-las. Encontrar alguém disposto a apostar em sua genial ideia e investir dinheiro apresentando apenas slides em ppt ou planilhas de Excel é muito pouco provável.

A proposta do negócio deve ser clara e estar bem formatada. O uso do Canvas não é uma regra, mas apresenta-se como uma ótima solução na modelagem do negócio. Expor a sua ideia considerando os itens que compõem o Canvas é um passo fundamental. São eles

– Proposta de Valor
– Segmento de Clientes
– Relacionamento com clientes
– Canais
– Parcerias-chave
– Atividades-chave
– Recursos-chave
– Estrutura de custos
– Fontes de receita

Existe uma regra básica antes de iniciar o esboço de uma ideia de negócio. É definir claramente o problema que esta ideia se propõe a resolver, solucionar ou minimizar. Parece óbvio, mas muitos empreendedores ao serem interpelados pela pergunta “qual é o problema que a sua solução, produto ou serviço se propõe a resolver?” quando não ouvimos o som de grilos, ouvimos mais justificativas um tanto quanto confusas ao invés de uma frase clara e objetiva que responda a questão apresentada.

Por isso, é importante preparar-se! Entender o problema identificado e validá-lo com o mercado e público-alvo da solução proposta. Não dá para começar pela solução para depois encontrar o problema. Até dá, mas é uma batalha inglória e de grande risco. Existem alguns casos em que isso aconteceu, mas é a exceção. Identifique o problema e valide com o potencial cliente se o que você pensou é realmente um problema para ele.

Um produto ou serviço percebido pelo mercado como uma solução efetiva é bem diferente do “é bom que tenha” ou do “seria legal”!

Identificado o problema, construa a sua solução e organize-a no Canvas. Refaça o Canvas quantas vezes forem necessárias, pois nesse momento seu investimento maior é tempo! Com seu Canvas estruturado, você poderá avançar no desenvolvimento do seu negócio, criar um protótipo, posteriormente um produto mínimo viável e quem sabe encontrar um investidor que seja parceiro do seu projeto!

Por Rafael Tortato

Gostou? Então clique aqui para fazer o download gratuito da cartilha Modelo de Negócios (basta se cadastrar) ou baixe o aplicativo Canvas SEBRAE para iPad na App Store!

Receba conteúdos exclusivos do Sebrae direto no seu email.

 

Este conteúdo foi útil para você?
Sim0
Não0

Este conteúdo foi útil para você?
Sim0
Não0

Ei!? O que você achou deste conteúdo?
Compartilhe sua experiência

O seu endereço de e-mail não será publicado.
Todos os campos são obrigatórios.




Privacy Preference Center

Diminuir ou aumentar fonte
Contrast