Quem nunca colecionou algo? Lembro da minha coleção de selos, minha irmã colecionava papéis de carta e hoje estas duas coleções poderiam fazer parte de um museu. As coleções evoluem e de tempos em tempos algumas ações de marketing que envolve a coleção de objetos ou figuras surgem no mercado. Por que geram tanta admiração e até certo fanatismo?

No momento uma grande rede de fast foods está com uma campanha de coleção de tickets que se combinados corretamente podem garantir valiosos prêmios. A grande sacada desta campanha é que você pode ganhar prêmios intermediários menores com uma facilidade muito grande e isso tem sido compartilhado pelas pessoas que acabam incentivando a compra dos produtos com uma intensidade maior. Eu mesmo já ganhei prêmios nesta campanha e quando comentei com colegas pude perceber que muitos outros já tinham ganhado também. O movimento na empresa aumentou significativamente até gerando filas. Pude perceber algumas pessoas que olhavam o lixo de outras mesas em busca de tickets esquecidos e até clientes que discretamente mexiam na cesta de lixo em busca dos colecionáveis.

Mas por que as pessoas se sujeitam a isso?

A poderosa sensação de ganhar, ser vencedor, ter alguma vantagem me parece forte suficiente para as pessoas se envolverem em ações de marketing com colecionáveis. Quando esta ação alimenta os clientes com prêmios que parecem fáceis de serem conseguidos ou com prêmios intermediários que são obtidos várias vezes o estopim para o sucesso acontece. Quanto mais os clientes trocam ou recebem prêmios na frente de outros clientes, dando a sensação de que ele também pode ganhar, mais sucesso a campanha terá.

Outra onda de colecionáveis que tomou conta da garotada em muitas cidades é o álbum de figurinhas da copa. Completar o álbum é o grande desafio e para isso os colecionadores trocam suas figurinhas repetidas. Em Curitiba os colecionadores se encontram na praça da Ucrânia e o movimento é impressionante, existe até um comercio paralelo de figuras repetidas.

A Vivara se apropriou muito bem desta estratégia de colecionáveis. A loja vende joias de alto valor mas tem uma pulseira que você pode customizar com pingentes. As meninas adoram este produto pois podem colecionar os pingentes e registrar em uma peça seu estilo, estado de espírito e momentos inesquecíveis.

Estas estratégias podem parecer impossíveis para o micro e pequeno empreendedor porem a essência de uma campanha de colecionáveis é aumentar o número de clientes circulando pela empresa ou consumindo mais. Qualquer empresa pode fazer desde que tome os devidos cuidados inclusive legais. Colecionar selos para ganhar um prêmio, 10 selos dão direito a um prêmio, pode ser um bom início.

Como você pretende envolver seus clientes? Deixe seu comentário.

Receba conteúdos exclusivos do Sebrae direto no seu email.

 

 

Este conteúdo foi útil para você?
Sim0
Não0

Este conteúdo foi útil para você?
Sim0
Não0

Ei!? O que você achou deste conteúdo?
Compartilhe sua experiência

O seu endereço de e-mail não será publicado.
Todos os campos são obrigatórios.




Privacy Preference Center

Diminuir ou aumentar fonte
Contrast