Esta semana recebi um vídeo apresentado pelo Professor de Ciências Políticas e Economia da PRAGER UNIVERSITY – TIM GROSECLOSE, muito interessante e resolvi compartilhar:

A análise baseia-se pelo estudo realizado por ARTHUR LAFFER, professor das Universidades de Chicago e da Califórnia, onde ele fundamenta que é importante analisar 2 situações muito importantes sobre o tema “impostos”!
1) quanto o governo consegue arrecadar por meio de impostos
2) qual é o nível de receita (arrecadação) que o governo começa a diminuir ao invés de aumentar

Receba conteúdos exclusivos do Sebrae direto no seu email.

 

 

Obviamente existem dois grandes extremos:

  • 0% de alíquota de impostos corresponde a ZERO de arrecadação – qualquer número que multiplicado por zero, o resultado é zero!  Se a alíquota for zero não existirá valor a arrecadar, daí isso não interessa ao Governo!
  • 100% de alíquota de impostos corresponde a ZERO de arrecadação – porque, se o governo “tomar” toda receita da empresa, a tendência é que nenhum empresário vá trabalhar para “dar” todo dinheiro para o governo, óbvio que isso não interessa ao empresário!

 

Já, um outro estudo feito por dois especialistas: Christina Romer e David Romer, ambos professores de economia da Universidade da Califórnia e ela Presidente do Conselho de Economistas do Presidente Barack Obama.

Eles então, buscaram estudar qual seria a alíquota limite a ser aplicada, visando cobrar mais e arrecadar mais!

O resultado foi o índice de 33%, com isso, elaborei um gráfico (os valores são simbólicos) demonstrando “A CURVA DE LAFFER

Esta afirmação é reforçada através de 2 exemplos ocorridos nos EUA:

“A Lei Tributária HAWLEY-SMOOT”
Tratou do aumento de impostos sobre bens importados:
Antes do aumento: alíquota de 13,5% correspondia a uma arrecadação de U$ 602 milhões
Depois do aumento: alíquota de 19,8% correspondeu a uma arrecadação de U$ 251 milhões

“Impostos sobre fortunas” – Governo Reagan
Tratou da redução da tributação sobre grandes riquezas:
Antes: alíquota de 70% correspondia a arrecadação de U$ 22 bilhões
Depois: alíquota de 50% correspondeu a arrecadação de U$ 49 bilhões

 

Qual é a sua opinião a respeito?

Este conteúdo foi útil para você?
Sim0
Não0

Este conteúdo foi útil para você?
Sim0
Não0

Ei!? O que você achou deste conteúdo?
Compartilhe sua experiência

O seu endereço de e-mail não será publicado.
Todos os campos são obrigatórios.




Privacy Preference Center

Diminuir ou aumentar fonte
Contrast