A Economia em Nova York

A capital do mundo, a mais influente e rica cidade do planeta.

Nova York é a mais populosa dos Estados Unidos e onde se ouvem muitos idiomas diferentes, cerca de 800. Cidade que sempre está ativa, nuca dorme! Por conta disso muito do que se ouve, não é exagero, Nova York é única!

Nova York é um centro de negócios e comércio Internacional, sendo um dos três mais importantes centros da economia mundial, juntamente com Londres e Tóquio. A cidade é um grande centro de varejo, comércio mundial, finanças, turismo e artes e o quarto maior centro industrial dos Estados Unidos.

Com um PIB de US$ 1, 4 trilhões e com mais de 200 mil empresas, Nova York é uma das economias mais diversificadas e integradas do mundo.

As indústrias de alta tecnologia estão em franca assenção, em linhas específicas como softwares, design, jogos, serviços de internet, biotecnologia,além da pesquisa médica e de tecnologia.

Outras indústrias em áreas criativas como televisão, cinema, novas mídias, publicidade, moda, arquitetura geram um grande número de empregos e agregam uma significativa vantagem competitiva em relação a outros lugares do mundo. Na área de alimentos, o chocolate é líder em exportação de alimentos especiais.

Por Jocelei Fiorentin

Varejo de Nova York

O Varejo brasileiro atual se assemelha em alguns pontos com o varejo americano, como por exemplo, na força que o e-commerce representa através de seu crescimento agressivo  e se diferencia na  questão econômica pois os dois Países vivem momentos distintos: a economia americana, que ainda vive um período de instabilidade, mas que é impulsionada pelo varejo, e o Brasil que teve nos últimos anos  um aumento no nível  de renda e na  massa salarial , o que gerou um crescimento significativo no consumo e consequentemente no varejo Nacional.

Conhecer o melhor e o maior varejo do mundo …este é o desafio do grupo de empresários que aceitou o convite para participar da Missão Técnica a Nova York, organizada pelo Sebrae e Fecomércio e que acontecerá daqui a 14 dias. Para aguçar a curiosidade, seguem algumas fotos deste setor que sofre uma contínua evolução e transformação.

Chegamos a Nova York

O grupo acaba de chegar ao hotel Roosevelt com expectativa de conhecer a cidade e viver novos aprendizados…
A Missão técnica ao Varejo de Nova York começou!!!
O primeiro contato entre os participantes foi por meio do workshop inicial para compartilhar a forma como o grupo deverá funcionar nesta semana.

A todos desejamos uma semana de experiências inovadoras!

Acompanhem-nos neste blog para manterem-se atualizados sobre o Maior varejo do mundo.

                                                            Missão ao Varejo de Nova York, Vale Ouro!

B&H

Começar a Missão conhecendo o varejo de Nova York a partir da loja BH, é garantir que a semana será surpreendente. Afinal a BH é a melhor loja de eletrônicos de Nova York!
Fomos recepcionados pelo gerente Felipe que nos mostrou a loja e contou a história da loja e detalhes sobre o seu funcionamento. A BH foi fundada em 1973 em Nova York. Seus proprietários, Herman Schreiber e sua esposa, Blimie, iniciaram a caminhada com uma modesta loja de películas para fotografia. O negócio foi crescendo até que o atual endereço fosse ocupado (9th Avenue, 420), por volta de 1997. Em outubro deste mesmo ano, a loja ampliou suas dependências ocupando também o segundo andar da loja, totalizando 6500m2 de espaço de vendas. Possuem hoje cerca de 1500 funcionários e atendem entre 11.000 e 12.000 clientes POR DIA! Seu lema é: a fonte dos profissionais e provavelmente, não estão errados! O Diferencial da loja está no Atendimento diferenciado e os vendedores que não são comissionados, por isso, os produtos são os mais adequados para a necessidade do cliente. Outro diferencial da loja está no Processo de compra e entrega do produto, com um sistema de esteiras flutuantes, o cliente pode comprar com facilidade e conveniência. Quando faz um pedido em um departamento, o item é enviado para embalagem e fica a sua espera na saída da Super Loja… Outro detalhe que chama atenção, é o expressivo número de clientes brasileiros que compram na loja, por isso, já há uma versão em português do site da empresa. O serviço de fato é o grande diferencial, a loja abriu um espaço reservado para os clientes que desejarem estudar mais sobre os produtos, tirar dúvidas e ficar à vontade antes da compra.

Owen 

O espaço da loja está alinhado com a proposta de comércio exclusivo e atendimento personalizado. A loja que comercializa confecções, foi fundada em maio 2012 pelo empresário Philip Salem. Ela se posiciona não só pela sua decoração e seleção de peças cuidadosamente escolhidas, através de mais de 70 designers de moda feminina e masculina, mas porque conta com um atendimento super especial. O manual de treinamento dos vendedores começa com a frase: “Toda pessoa que passar por essa porta deve ser tratada como a Beyoncé”, ou seja, como uma diva. A Owen é revestida (teto e paredes) por milhares de sacolas de papel. 25 mil, para ser bem preciso. As sacolas foram fixadas à uma superfície contínua de lâminas de madeira, que foram curvadas para formar o arco. Com muito trabalho e criatividade, criou um efeito de uma enorme colmeia dando um ar aconchegante e, ao mesmo tempo, muito moderno para o ambiente. O projeto segue uma tendência de lojas e espaços comerciais com aparência de galeria de arte.

 

Meatpacking District 

O quadrilátero conhecido como MEATPACKING DISTRICT, antigo local de corte de carnes, é o mais o novo point de badalação nova-iorquina.  O nome vem do fato da área ter sido ocupada por matadouros e fábricas de processamento e embalagem de carnes; pois ali funcionava o Gansevoort Market.
O local, no começo do século XX, abrigava diversos matadouros e frigoríficos. Por volta dos anos 60 o Meatpacking entrou em declínio. Nos anos 80, o Meatpacking era um antro de clubes de sexo e prostituição de rua (sobretudo travestis). Mas nos anos 90 começou a invasão de butiques de grife, hotéis de luxo e restaurantes difíceis de conseguir reserva. Hoje o lugar tem o comércio de rua mais chique da cidade abaixo da 5a. Avenida com Rua 57.

Hign Line

Um parque suspenso em Nova York tem atraído milhões de visitantes de todo o mundo, sucesso que o fez virar tema de livro. O High Line, como é conhecido, surgiu em uma ferrovia suspensa desativada e se estende por uma das áreas mais movimentadas da cidade, o sul da ilha de Manhattan. A história do jardim suspenso é a história de dois jovens nova-iorquinos sem experiência em planejamento urbano ou arquitetura, mas que se interessaram por transformar uma área abandonada da cidade em um charmoso parque urbano. O sucesso do parque já fez até com que ele ganhasse outras finalidades – entre elas, abrigar um festival de cinema. Construído em uma extinta ferrovia suspensa, o primeiro trecho do High Line Park inaugurado em junho de 2009 e o parque ia da Gansevoort Street para 20th Street. Agora a nova seção termina na rua 30, adicionando 10 quarteirões ao High Line Park, que praticamente dobrou de tamanho.

Chelsea Market

Foi concebido numa fábrica desativada da Nabisco. De lá saiu o primeiro biscoito OREO em fevereiro de 1912. A fábrica ocupa um quarteirão. Hoje abriga escritórios nos andares superiores e o mercado no térreo. Foi ali que foram criadas as maiores indústrias alimentícias do país. O espaço é equivalente a um shopping center com quase tudo relativo ao tema: pâtisserie, boulangerie, queijos, cafeterias, chocolates, vinhos, restaurantes, bares, loja de acessórios de cozinha e etc. As fábricas deram à região esse aspecto arquitetônico industrial que, com os passar dos anos, se tornou incrivelmente aconchegante. Quem entra em Chelsea Market pela primeira vez dá aquele sorrisinho maroto de quem tem uma boa surpresa: são 35 lojas e restaurantes abertos diariamente, de domingo a domingo, em horários diferentes.

Federal Reserv Bank de New York

Ser recepcionado por responsáveis pelo guarda do ouro americano e poder entrar num espaço quase que inacessível, de fato foi surpreendente….

O grupo da missão teve a oportunidade de conhecer os cofres de onde estão guardados 25% de todo o ouro do mundo! A experiência vivenciada fez as pessoas experimentarem um momento que talvez não mais se repetirá.
Em 1924 a sede do Federal Bank foi construída com o objetivo de guardar e proteger fortunas de vários países do mundo. Neste espaço há uma estrutura de segurança impressionante que ultrapassa a imaginação das pessoas “normais”.

Consulado do Brasil em Nova York

E na última visita do dia, o aprendizado complementou a área econômica que foi tratada na visita anterior.
O grupo foi recebido no Consulado-Geral do Brasil em Nova York, que é uma repartição do Governo brasileiro encarregada de prestar, nos termos das leis e do direito internacional, determinados serviços públicos na sua área de jurisdição. É subordinado ao Ministério das Relações Exteriores. Além do Consulado-Geral em Nova York, o Ministério mantém nos EUA outros Consulados, bem como a Embaixada do Brasil em Washington e as Missões Permanentes do Brasil junto à OEA e junto à ONU.
Anualmente, o Consulado-Geral processa mais de 100.000 documentos de vários tipos, tais como passaportes, vistos e reconhecimentos de assinatura. A demanda pelos serviços consulares é sustentada pelo número estimado de cerca de 300.000 brasileiros residentes na jurisdição do Consulado-Geral, além dos aproximadamente 600.000 turistas brasileiros que visitam Nova York todos os anos e dos milhares de estrangeiros que solicitam certos serviços, como a emissão de vistos de entrada para o Brasil. Representaram o consulado a equipe que ali trabalha e o seu Cônsul  Luís Felipe Sanches Correa.
Além das informações sobre os serviços ali prestados, o grupo recebeu como um presente, a palestra do Sr.  Sérgio Waldeck Staff, Diretor financeiro do Federal Bank , que é brasileiro e apresentou sob a sua ótica a economia Americana e as percepções que tem sob a economia brasileira.
Ouvir informações sobre estas duas economias embasou o grupo e agregou valor a missão técnica….
Ao Sérgio, brasileiro de nascimento e coração o nosso  agradecimento, pelas palavras, simplicidade e pela disponibilidade em servir!

Ao grupo …esse foi apenas o primeiro dia…preparem-se porque a semana reserva muitas novas experiências…

 

Emoção e Inovação: foram as palavras de ordem do dia de hoje

The Container Store

Nada melhor do que começar esta manhã agradável, terça-feira, 19 de agosto, conhecendo uma empresa que nasceu na década de 70 e é uma loja no estilo da Tok&Stok, porém voltada para organização de ambientes. A The Container Store.
A Container Store era uma pequena loja de apenas 150m², que oferecia um mix de produtos para que as pessoas simplificassem e organizassem os ambientes onde viviam…. Hoje são muitos metros quadrados com produtos de qualidade. As lojas costumam ser enormes e lotadas de boas opções. São mais de 40 lojas, espalhadas por diversas cidades americanas. O foco da empresa é: coisas para guardar e organizar. Tudo que serve para organizar a sua casa.

É impressionante a quantidade e qualidade dos produtos vendidos, cerca de 30 mil itens por loja. No site oficial você pode conhecer melhor os produtos e checar os preços.
Aproximadamente 85% dos clientes da rede são mulheres, que vão desde estudantes universitárias a jovens mães e aposentadas. Suas lojas tentam ter um apelo mais feminino, incluindo corredores mais largos para facilitar a circulação de carrinhos de criança, chão acarpetado e itens populares sempre ao nível dos olhos da altura média das mulheres. Nos últimos 12 anos, a empresa esteve no ranking “100 Best Places to Work in America” (“100 melhores lugares para se trabalhar na América”) da revista Fortune.
Talvez uma das explicações seja : a empresa investe cerca de 270 horas de treinamento em média por ano por empresa….nada é por acaso!!!

Starbucks Coffee

Com A filosofia de inspirar e nutrir o espírito humano – uma pessoa, uma xícara de café e uma comunidade de cada vez, a Strabucks acredita que café é mais do que uma bebida, é uma ocasião, um rito pessoal, um tempo para descansar. O lema da empresa é: não vendemos café, e sim 15min. de break.

As lojas parecem um saguão de hotel. Nasceu em 1971 e vendia apenas cafés em grãos ou torrado de várias origens e qualidades. Hoje possui 18 000 unidades em 62 países. Com um Atendimento personalizado e a obsessão pela qualidade dos cafés especiais; porém além do café todas as suas lojas vendem uma enorme infinidade de acessórios para café como canecas, copos térmicos, prensas francesas, máquinas de café expresso, livros, entre outros itens. A diferenciação da empresa está na inovação no processo de relacionamento e venda com o consumidor, pelo celular já é possível checar os créditos no programa de fidelidade, encontrar uma loja próxima e fazer pagamentos. O cliente faz o pedido do café, paga e passa na empresa somente para tomar o café no horário desejado. Este processo de não perder tempo, combina com o estilo Nova-iorquino…. A empresa reconhece que o celular não somente é o futuro do marketing, mas também do varejo. A ideia para o futuro é que, assim que uma pessoa com um smartphone entrar em alguma loja Starbucks no mundo, nossos atendentes saibam qual café ela costuma pedir e como prefere pagar a conta. De certa forma, o celular vai pedir seu café.

Piperlime

A Piperlime apresenta uma grande variedade de mix de produtos e preços na área de Confecção (feminina e masculina) e acessórios – Sapatos e bolsas para mulheres, homens e crianças. Nasceu em 2006 e já em 2009 aumentou o mix de produtos. O diferencial da loja está no seu posicionamento que assume ser, um showroom, procura fazer curadoria de vestuário e acessórios, ou seja, escolha criteriosa de modelos a partir do perfil do público-alvo. Dentro da loja, quiosques ligam o cliente diretamente à Piperlime.com, dando acesso a produtos adicionais. Os pedidos feitos na loja têm entrega gratuita no dia seguinte. Espaços separados por “corners” – esquinas. A nova loja de 400 metros quadrados Piperlime oferece uma variedade curadoria semelhante ao on-line, os consumidores imersão na experiência de compra única da marca. Com o estilo de uma boutique, a loja conta com a melhor gama de cobiçados, marcas.

Pret a Manger 

Missão: “Made today. Gone today. No ‘sell by’ date, no nightlife”. Feito hoje. Sai hoje. Não foi vendido no dia, não tem vida noturna”.
Atuando no setor de Alimentação – produtos naturais, nasceu em Londres em 1986 a Pret a Manger. Hoje são 295  lojas espalhadas pelo Reino Unido, Estados Unidos, França e Hong Kong, a expansão não é feita através do sistema de franchising: 100% das lojas do Pret a Manger são próprias, e segundo o site, faturam cerca de 380 milhões de libras por ano.
A rede informa que todos os seus sanduíches são feitos no mesmo dia da venda, e aqueles que não forem vendidos são coletados no final do dia, e distribuídos por instituições assistenciais que provêm comida aos sem-teto.Com esta ação, todo ano são doados cerca de 2.4 milhões de produtos aos sem teto.
A empresa trabalha o Tempo X Saudabilidade, o fast-food saudável.
Um dos diferenciais  da loja  está no talento da empresa para fazer coisas que levam as pessoas a comentar o assunto com os amigos e conhecidos, gerando um Marketing Viral e um boca-a-boca de primeira ordem.

E o grupo vivenciou a experiência de ser um verdadeiro Nova-iorquino…passar na Preta Manger pegar um lanche natural e almoçar no parque Bryant!

Build a Bear 

O conceito da loja tem um extenso apelo de idade e demográfico, o que inclui crianças, jovens, pais e avós. Durante todos os estágios das nossas vidas, o ursinho de pelúcia representa felicidade, segurança e nos alegra quando nos sentimos sozinhos. O ursinho é um constante amigo de todas as horas, e a ligação que desenvolvemos com eles são muito especiais. Percebendo isso, a BUILD-A-BEAR WORKSHOP construiu uma experiência única de varejo que faz o cliente se apaixonar pelo ursinho de pelúcia que está preste a comprar, 30 diferentes tipos de animais (como ursos, sapos, gatos, coelhos, cachorros, vacas e porcos) podem ser construídos com uma grande variedade de roupas, sapatos e acessórios.
Diferencial da loja: Experiência de compra interativa e divertida. A personalização fica pronta em poucos instantes. O ambiente lúdico leva crianças e adultos a comprarem itens que, em sua maioria, não foram planejados.
São mais de 400 lojas e desde a sua fundação em 1997, já foram vendidos mais de 100 milhões de bichinhos de pelúcia.

Macy’s

A maior loja de departamento do mundo com 5000 funcionários: esta unidade de Nova York ocupa um quarteirão inteiro em nove andares.
Foi pioneira e responsável pela introdução de muitas inovações no segmento de varejo: foi a primeira loja a ter uma mulher, Margaret Getchell, ocupando um cargo executivo; primeira a vender itens sob o mesmo preço para todos os consumidores e a anunciar em jornais preços específicos para alguns produtos; primeira loja do segmento a conseguir licença para vender licores e bebidas na cidade de Nova York; e primeira a introduzir toalhas de banho coloridas, entre outras novidades, primeira loja em trabalhar com preços de 1,99, dentre tantas outras ações inovadoras…

Além de vender praticamente de tudo, desde roupas e acessórios à produtos para a casa e cosméticos, a loja possui ainda o “Bridal Salon”, um departamento com artigos para noivas, inclusive vestidos. Existe ainda, um andar batizado de one &a half, uma espécie de mezanino onde ficam localizados o guichê da American Express (para trocar travelers checks), o centro de visitantes e uma lojinha moderna do Metropolitan Museum, cheia de souvenires. No subsolo está localizada a ala “gourmet”, uma das maiores atrações da loja. É aqui onde acontece o Macy’s Flower Show, realizado de 9 a 23 de abril, que já acontece há mais de trinta anos, a primeira edição aconteceu em 1974. O evento conta com uma fabulosa paisagem de cor, fragrância e encantamento convidando os consumidores a imergir em milhares de flores e jardins especiais, incluindo o dramático Yellow Garden (Jardim Amarelo) e o Orchid Garden (Jardim de Orquídeas).

A loja passa por uma reforma que vai transformar quase tudo até 2015. Mas as escadas rolantes de madeira ficam. Afinal, a Macy’s se orgulha de ter sido a primeira loja do mundo a instalar escadas automáticas.
A vice-presidente de relações públicas revela que, na primeira fase, será construído o maior salão de calçados do mundo.
Diferencial da loja: O fato decisivo para MACY’S se tornar uma gigante em seu segmento ocorreu em 1994 quando houve a fusão da empresa com a Federated Department Stores, formando a maior rede de lojas de departamento do mundo.
A loja passou por uma série de reformulações ao longo dos seus mais de 150 anos de existência.
Entre os estrangeiros, o turista brasileiro é o que mais gasta em compras na Macy’s. Em 2012 o Brasil ganhou lugar de honra na fachada da loja. Nunca um país teve tanto espaço na Macy’s. Os consultores americanos escolheram 18 empresas que trouxeram produtos com o charme e as cores do Brasil. São roupas, bolsas, artesanato, produtos de beleza e milhões de dólares investidos.
O conceito da Macy´s é: A loja abraça seus clientes!

Workshop do dia

Apesar do cansaço das atividades…. o grupo ainda tem ânimo para discutir o que aprendeu nestes dois primeiros dias da missão…
As falas de avaliação de cada participante, trouxeram a expressão de uma série de novos aprendizados. Este momento oportunizado para o grupo, objetivou nivelar o que foi visualmente percebido por cada um e o que cada experiência conhecida, pode contribuir para a melhoria dos negócios coordenados por estes empresários no Brasil.
Palavras como: emoção, inovação, aprendizado e oportunidade, foram citadas como uma síntese do que o grupo conheceu a partir do varejo de Nova York!
Mas o desafio continua grande para os próximos três dias de missão…manter em alta a motivação de todo o grupo frente ao gigantismo de experiências inovadoras que podem ser acessadas nesta cidade, que é a grande Nova York City!

Até amanhã…

Depoimento do dia:

“O aprendizado foi muito grande nestes dois primeiros dias da missão. Conhecer conceitos diferentes e o comprometimento das empresas para provocar mudanças, representa sucesso na gestão destes negócios. Estas inovações que as pessoas e as empresas fizeram em suas lojas demonstram a evolução rápida com resultados acertados. Todos os empresários que querem ter sucesso em seus negócios, deveriam participar da missão técnica, porque se surpreenderiam com o que poderiam ver!”

Valter da Silva Barros – Representante da Fecomércio

Hoje é quarta-feira

Walmart

Neste dia, o grupo teve o desafio de conhecer hoje o Walt Mart, a maior empresa varejista do mundo… O Walmart tem 8.500 lojas em 15 países diferentes. A história da Walmart começa a ser traçada na década de 1940, quando Sam Walton começou sua carreira em uma loja de varejo de J.C. Penny. Para ter uma noção de como o Wal-Mart é grande hoje, considere que a rede emprega 1,6 milhões de pessoas. As estratégias que fizeram o Wal-Mart tão grande e poderoso são a sua tecnologia sofisticada, sua cultura corporativa de observar cada despesa e, acima de tudo, sua missão de manter os preços baixos.

A sua tecnologia impulsionou a indústria varejista a estabelecer o código de barra universal, que forçou os fabricantes a adotarem a rotulagem comum. O Wal-Mart se tornou especialmente bom em aproveitar a informação por trás do código de barras e é considerado um pioneiro no desenvolvimento da tecnologia sofisticada para rastrear seu inventário e cortar o risco de sua cadeia de fornecimento. Também se tornou o primeiro grande varejista a obrigar os fabricantes a usar tecnologia de identificação de freqüência de rádio (RFID)…

O objetivo principal do Wal-Mart é manter os preços de varejo baixos. Tudo, incluindo tecnologia e cultura corporativa, sustenta esse objetivo fundamental de conseguir os preços mais baixos possíveis. O Wal-Mart também pressiona seus fornecedores, alguns dizem que sem piedade, para que baixem os preços.

O penúltimo dia de visitas ao varejo de Nova York foi planejado para ter um contato mais próximo com a tecnologia, com a emoção e com a percepção de aprendizados construídos a partir da observação….
e a primeira experiência é na loja que como Nova York, nunca dorme, Apple é o nome dela!
Ter a experiência de conhecer a loja que carrega a marca da criatividade, inovação, design e originalidade é no mínimo entusiasmante. A foto acima retrata que a tecnologia não separa as gerações…

O grupo foi recebido pelo seu flag leader Dave Kamilas, que falou sobre a história da loja e seus diferenciais….

Esta loja da 5 Avenida que foi inaugurada em 2006, custou aproximadamente  US$ 9 milhões e o grande  objetivo é proporcionar  a melhor experiência de compra.
A proposta é:  “Como não temos produtos suficientes para encher uma loja desse tamanho, vamos enche-la com a experiência de possuí-los”. A questão não é ter muitas opções, mas ter as opções certas. Por conta disso, os vendedores não recebem comissão. O objetivo é não forçar vendas, que geram resultados no curto prazo. Querem que a venda seja o primeiro passo de uma relação e não o último. Criaram cargos diferenciados, para dar status para os melhores vendedores. O mais top é o Mac Genius. Como diz Bob Fifer, cargos são baratos. A rotatividade é de 20%, quando o normal é de 50%. O serviço faz toda diferença. Serviços: Mac Specialists, Mac Geniuses e Mac Creatives. Um balcão (Genius Bar) para suporte, usando o conceito de balcão de hotel, onde você chega e resolve seu problema rápido. Essa ideia veio de um grupo de foco.

A loja não é separada por zonas de produtos, como é comum no setor, mas por zonas de soluções. Ela está aberta 24 horas por dia e 365 dias por ano. Com um mobiliário discreto de madeira clara e piso de pedra que não chamam a atenção, fazendo com que o foco esteja sempre nos produtos. As escadarias:  foi um projeto do próprio Steve Jobs que acabou patenteando a ideia. O motivo da escada ser de vidro era para incentivar os clientes a irem para outros andares vendo os produtos expostos através da escada! As Lojas da Apple têm a melhor venda por m2 do varejo americano.

A loja quer ser high touch e não apenas high tech. O foco é o ser humano. Um local onde é possível testar os produtos, explorar o universo Apple e relacionar-se com outras pessoas que gostam da marca criada por Steve Jobs nos anos 80.

FAO

A história da tradicional loja de brinquedos americana começou quando Frederick August Otto Schwarz e três irmãos fundaram a famosa loja de brinquedos Toy Bazaar em 1862, apenas 6 anos depois de terem chegado aos Estados Unidos vindos de Westphalia na Alemanha. Frederick operou sua loja até 1870 na cidade de Baltimore, estado de Maryland, região nordeste dos Estados Unidos, mudando depois para Nova York, onde abriu o The Schwarz Toy Bazaar na Broadway. Com o auxílio de seus três irmãos, que estavam em constante contato com a Europa em busca de novidades no segmento de brinquedos, a loja prosperou e começou a ganhar status entre os consumidores
Em 1931 a loja se estabeleceu no famoso número 745 da Fifth Avenue. Em 2004 as lojas começaram aos poucos a voltar a funcionar com a re-inauguração de sua tradicional loja na Quinta Avenida totalmente redesenhada pelo arquiteto David Rockwell.
No mês de maio de 2009, a FAO SCHWARZ, um ícone para muitas crianças de todo o mundo e a mais antiga loja de brinquedos dos Estados Unidos, foi vendida para o gigante varejista Toys “R” Us.

A loja se posiciona e se assemelha a um verdadeiro paraíso infantil, onde brinquedos de todos os tipos são expostos de uma maneira interativa e genial, produtos tradicionais e para colecionadores, tendo como diferencial da loja ser a mais antiga e fina loja de brinquedos do mundo, é conhecida como a “Meca” dos brinquedos, uma marca construída em cima de ideais e sonhos.
Ela foi pioneira no segmento: dentro de uma FAO SCHWARZ, as crianças podem abrir, testar e brincar com os produtos.

Cerca de 6.000 metros quadrados de brinquedos realmente espetaculares e únicos, que não podem ser encontrados em nenhum outro lugar (artigos de colecionadores).
As estrelas da loja são o piano gigante que pode ser tocado com os pés (como visto no filme da Disney “Quero ser grande”, estrelado por Tom Hanks, no qual ele e Robert Loggia tocaram juntos no piano da loja), localizado no segundo andar e que custa US$ 150.000; um simulador de movimento para criança acima de cinco anos de US$ 300.000, capaz de transportar oito pessoas a aventuras virtuais em três dimensões; a Barbie Boutique, uma área especial totalmente voltada para os mais variados produtos da tradicional boneca; e a FAO Schweetz, uma espécie de doceria onde é possível se deliciar com centenas de balas, chocolates e doces. O salão principal da loja é decorado com mais de 20.000 luzes coloridas controladas por computador. Outro destaque da loja é sua tradicional vitrine de natal, decorada com muito capricho e luxo, que se tornou um verdadeiro símbolo da cidade nesta época do ano. Recentemente a loja inaugurou um novo, moderno e aconchegante café. A tradicional loja atrai mais de 3 milhões de turistas anualmente.

Create & Barrel

A Crate and Barrel, opera uma rede de lojas nos Estados Unidos. Ela vende produtos no setor de ambientes externos, aparelhos de jantar, talheres, copos, travessas, acessórios de cozinha, alimentos gourmet, móveis, tapeçaria, cortinas, iluminação, acessórios de casa e produtos de cama, mesa e banho. A empresa foi fundada em 1962 e sua sede fica em Northbrook, Illinois.
Começou exatamente no dia 7 de dezembro de 1962 quando o casal Gordon e Carole Segal abriu uma pequena loja familiar de apenas 160 m2 para vender equipamentos e acessórios para casa e cozinha, localizada em uma modesta rua, chamada Wells Street, do bairro boêmio de Old Town na cidade de Chicago.
As mercadorias eram dispostas nos mesmos engradados (Crate) e barris (Barrel) que eram importadas, originando assim o nome da loja.
Em 1967, foi lançado no mercado o famoso catálogo da CRATE & BARREL, criando assim mais um canal de vendas para a empresa.
A empresa inaugurou sua primeira loja em plena Manhattan no ano de 1995; e hoje conta com 170 lojas
Diferencial da loja: Suas lojas são arejadas e com produtos dispostos de uma forma prática e moderna.
As lojas em cidades como Manhattan são muito grandes e contém grande variedade de itens, que são agrupados de acordo com a maneira que eles podem aparecer em uma casa.
Investiu em um website para celular para oferecer a melhor experiência possível aos usuários que realizam compras pelo celular. Usa o design como uma ferramenta poderosa para construir o valor da marca.

Whole Foods

A loja transformou-se na maior rede de comidas orgânicas e naturais do país. É um supermercado especializado,  campeã dos produtos orgânicos com preços praticados em  até 35% acima do Wal-Mart.
Possui atualmente mais de 330 lojas nos Estados Unidos (presente em 40 estados americanos), 74.000 funcionários e faturou US$ 11.7 bilhões em 2012.
O cliente pode fazer suas compras e também aproveitar para almoçar, jantar ou fazer um lanche no próprio estabelecimento, já que há uma ilha que vende comida: desde café da manhã, até sopas, massas, salada e comida japonesa.
Conjuga satisfação do cliente (saúde), excelência em serviços (motivação dos empregados), e cuida do meio ambiente (sustentabilidade).
Diferencial da loja: oferece uma variedade de produtos de pequenos produtores e se posiciona como comerciante de altíssima qualidade em produtos orgânicos e gourmet . Cada colaborador, como são chamados os funcionários, tem até US$ 20 por dia para gastar em relacionamento com o cliente. A empresa emociona seus consumidores ao apelar e valorizar as cores, o cheiro, design e o ambiente para a experimentação e realizam atividades que valorizam a comunidade.

5 Avenida

É a Avenida mais famosa e chique de Nova York. É uma das melhores ruas para fazer compras no mundo, e também uma das mais caras ruas do mundo.
A Fifth Avenue ou 5th Avenue é uma avenida extremamente movimentada de Manhattan. Vai desde a rua Norte da praça Washington Square Park/Waverly Place(6th Street)em Midtown até a 143rd Street/Harlen River Drive, Harlen e devido às propriedades caras de particulares e mansões históricas que possui em toda a sua extensão, é um símbolo de riqueza de Nova Iorque.

Niketown

A Niketown é a loja conceitual da Nike na Rua 57, em Manhattan, está localizada ao lado da Quinta Avenida, na 57th Street. Ou seja, durante seu passeio pela famosa avenida, você entra na 57th Street, anda poucos metros e chega na loja.
Ela foi feita para parecer um ginásio de escola pública do início do século XX. As escolas públicas têm em sua fachada um número que as identificam. Na loja da Nike lê-se PS 6453. PS quer dizer Public School e 6453 vira NIKE, naquele esquema telefônico que se usa aqui, de trocar números por letras.
Niketown é a maior e melhor loja da Nike em Manhattan. É uma loja gigantesca, com 4 andares, onde você encontrará todos os produtos da marca e os últimos lançamentos.

Líder mundial em vendas de material esportivo, só é a número 2 do mercado na Europa perdendo apenas para a alemã Adidas.
Diferencial da loja: Inovação em produtos e plataformas tecnológicas, como por exemplo o Auto-analytics que é a prática voluntária de reunir e analisar dados sobre si mesmo em busca de aprimoramento. Atletas há muito usam recursos estatísticos e visuais de análise para melhorar o próprio rendimento. Agora, a autoanalítica chega ao trabalho. Com dispositivos portáteis (ou “wearable”), aplicativos para celular e computador e recursos sofisticados de visualização de dados, ficou fácil monitorar nossa atividade no trabalho — e fatores que possam afetá-la — e usar a informação obtida para decidir onde concentrar nosso tempo e nossa energia. Com a autoanalítica, o indivíduo assume o controle. A pessoa pode fazer experimentos sozinha e determinar que tarefas e técnicas a deixam mais produtiva e satisfeita — e, com base nisso, promover mudanças. Auto-analytics é um Aplicativos para smartphones.
O desafio para profissionais de marketing criar aplicativos que agreguem valor à vida do consumidor e intensifiquem seu envolvimento com a marca a longo prazo. Para tanto, é preciso entender como e por que alguém escolhe um aplicativo.

 Uniqlo

A Uniqlo é uma marca consagrada no continente asiático: Japão, na China e na Coreia do Sul, superada apenas pela espanhola Zara e a sueca H&M
A Estrategia da empresa está em conquistar novos mercados: americano, europeu, e os países considerados emergentes como a Índia, Indonésia e Vietnã. Sua unidade no bairro de Ginza, em Tóquio, é a maior da rede, tem mais de cinco mil metros quadrados, 100 provadores e 50 caixas.
O diferencial da loja está não está apenas nos preços acessíveis, com jeans que saem por US$ 39,90. Encontra-se também na experiência de compra, com decoração moderna e grandiosa, além do serviço de qualidade, com funcionários que atendem em até quatro línguas. Outro atrativo é o foco em tecidos tecnológicos, como o Heattech, ideais para o frio, já que mantêm o corpo aquecido por meio da absorção de vapor. A marca não é de moda, mas sim de tecnologia e, por isso, os investimentos em novidades são grandes.  Outra diferencial da loja é a decoração, com escadas atrativas e painéis eletrônicos.

American Girl Place

A loja é mais do que apenas uma loja – é um lugar para a imaginação. Belamente projetada, a loja possui amplas vitrines e uma loja encantadora.
A boneca American Girl, foi criada em 1986 pelo ex-educador Pleasant T. Rowland. Cada boneca retrata uma menina de 9 ou 10 anos de idade, em um momento na história da América. Uma espécie de parque temático fechado em si. A loja oferece roupas de bonecas direcionadas para meninas e seus amigos e a possibilidade de poder comprar estas mini-réplicas de si mesmos, com cor e textura do cabelo, cor dos olhos e cor da pele semelhantes a suas características. Através da loja pode-se adicionar um salão de cabelo para as bonecas, um hospital de boneca, uma livraria, um café…
Enfim, o sonho de uma menina americana pode se tornar realidade nesta loja!

Workshop de aprendizados do dia

Andar pelo varejo de Nova York, observar tendências, conceitos e aprender…. esta foi a grande lição do dia!!!

 

Depoimento do Dia

“Esta missão está sendo fantástica!
Quero destacar a importância de conhecer as empresas de forma a entender a sua história, ter um feedback da sua trajetória e envolver-se no seu “case” de sucesso. Isso é algo que só está a nossa disposição a partir da missão técnica!

Reforço a preparação para as visitas com informações dadas antes de chegarmos as lojas escolhidas, isso gera o máximo de aproveitamento do tempo e é importante porque nos envolvemos no processo, criando uma expectativa da chegada e aguçando a percepção do que será visto.

Elogio os instrutores pelo empenho, energia e pela qualidade das visitas. Reafirmo que somos removidos da nossa realidade,  com muito conteúdo, objetivando a aplicação do que está sendo visto em  nos nossos negócios, adaptando é claro,  a nossa realidade.
Esta missão está sendo a minha segunda experiência  e espero que como na primeira, aplicar o conteúdo, levando atividades e melhorando a qualidade , convertendo  em resultados para os colaboradores , clientes  e de  maneira geral para empresa.

Fábio Watte – Zariff Calçados Francisco Beltrão – PR  

 

Último dia de visitas as lojas

Disney Store

A programação do dia foi planejada para concluir a semana com chave de ouro…e logo na primeira agenda o encanto toma conta do grupo!
Disney Store, é uma rede de lojas da DISNEY que vendem uma infinidade de produtos da marca. Atualmente a rede conta com mais de 220 unidades espalhadas somente pelos Estados Unidos e Canadá.
Em 2010, a empresa inaugurou uma enorme loja de aproximadamente 2.000 m² em plena Times Square em Nova York. Com dois andares, o espaço tem suvenires temáticos inspirados em ícones da cidade americana, um castelo com espelho mágico e painel digital suspenso a mais de 20m de altura na fachada.
A Disney Store, oferece uma experiência de imersão no universo dos personagens Disney para encantar crianças e adultos,  agregou valor à experiência de se estar na loja e o ponto de vendas e tornou um outro local de diversão, interação e magia, como são os parques temáticos, os canais de TV e os websites. O diferencial da loja é a maior tecnologia física na “Disney Store”, como a possibilidade de interações digitais com personagens e a presença de réplicas de estruturas das clássicas animações. Proporcionar um ambiente com interação e experiências aos consumidores, semelhante aos ambientes dos parques, esta é a proposta.
A inovação é constante nas lojas, o uso profundo do RFID, telas touch screen espalhadas pelo ambiente, digital signage, entre outras tecnologias com um investimento de mais de US$ 50 milhões em plataformas tecnológicas e no desenvolvimento do ponto de venda, a Magical Tree cuja iluminação muda constantemente, inclusive de acordo com as escolhas dos clientes em um aplicativo disponível para iPhone,  permite mudar a todo momento a ambientação da loja, criando novas referências e climas no ponto de venda.
Todas as novas lojas contam com o Princess Castle, de cerca de quatro metros de altura (no caso da loja flagship na Times Square, em Nova York, a construção tem seis metros), que mergulha no mundo das princesas Disney. O castelo conta com espelhos mágicos, em que a criança pode, ao agitar uma varinha (equipada com um chip RFID), ver sua princesa favorita aparecer no espelho e falar com ela. Este é um exemplo do que a loja oferece, dentre tantas oportunidades.

Eataly

Além de toda a qualidade e sofisticação dos produtos e serviço, a instituição segue a filosofia “slow food”. Isto significa que cada ingrediente – seja os ovos, massas ou as carnes – vem de pequenos produtores que respeitam os animais, as leis trabalhistas, e a sustentabilidade. Esta filosofia nada tem a ver como a idéia de tempo. O adjetivo “slow”, neste caso, designa uma oposição `a indústria “fast food”. Um dos objetivos deste movimento, criado pelo italiano Carlos Petrino em 1986 e hoje presente em 132 países, é também resgatar os sabores em extinção; muitos desapareceram a medida em que a indústria alimentícia ganhou força. O primeiro Eataly nasceu em 2006 a partir da idéia de Farinetti, um já bem-sucedido empresário italiano. Ao ver que os pequenos produtores se reuniam anualmente num evento chamado Salone Del Gusto, que promove a iniciativa na Itália, ele então quis levar o movimento para as massas. Assim, nasceu o Eataly como forma de promover a ideia de uma forma rentável, criando empregos, e educando o público sobre a importância deste movimento.
Tanto que, entre os objetivos do Slow Food, está o resgate das receitas caseiras, que embutem toda uma memória gastronômica e dão a sensação de conforto. A Eataly também tem o objetivo de fazer com que produtos de qualidade estejam acessíveis a todos, o que passa por oferecer muita informação.
As lojas têm displays que mostram como é possível se alimentar bem, com produtos naturais disponíveis em cada época do ano, com ótimo sabor e baixo preço.
Existe também uma grande preocupação em contar a história de tudo o que é apresentado no ponto de venda.
A loja é  uma ambientação que evoca o artesanal e faz parecer que se está no coração da Itália, mesmo que o ponto de venda esteja no centro de Nova York.

Galeria Melissa Nova York

A primeira loja-conceito da marca fora do Brasil foi inaugurada em 2012 e reúne conteúdo e arte em suas instalações. Como no projeto em SP, as vendas não são o ponto fundamental da estratégia para NY, mas sim, uma consequência, e o potencial de disseminação de ideias e experiências que pode ser proporcionado com esse projeto em NY. A  Melissa busca ser  vista de forma totalmente nova, não apenas em NY, mas nos EUA como um todo e depende do sucesso desse espaço.
A loja posiciona-se como um  espaço de vocação multidisciplinar, é ponto de encontro entre o universo da MELISSA, coleções criadas por parceiros da marca com total exclusividade, lançamentos de produtos especiais e exposições ligadas a temas como design, fotografia, moda, beleza e tecnologia. A loja foi projetada por Muti Randolph, revolucionou o conceito de “flagship store”, levando, além de produtos, conteúdo e cultura para suas instalações.
Foi idealizada como um canal de comunicação e reúne diferentes colaboradores, paixões, inspirações e desejos. Imponente graças à sua fachada super colorida e constantemente renovada, a galeria tem o jeito da MELISSA: dinâmica, moderna e sempre buscando novidades para assim, em plástico, construir sua história. A cada temporada a MELISSA convida um artista para assinar a fachada da galeria.

Warbi Parker

A história toda começou da colaboração entre quatro amigos que queriam criar uma butique elegante e rebelde, ao mesmo tempo oferecer um “produto chique a preço acessível”, além de transformar os óculos em um acessório. O negócio começou on-line e agora está se estabelecendo em pontos físicos. Conquistou os consumidores com produtos com design atraente, preços competitivos e um modelo de negócios consciente, abriu recentemente sua primeira loja física em Nova York.
Diferencial da loja: Warby Parker se define como uma marca de moda que oferece valor e serviço com uma missão social. Vende óculos por preços acessíveis e possui um fantástico programa social, virou case na última edição da convenção anual da NRF,  com a campanha compre um par, doe um par de óculos. Neste sentido, a loja doou  250.000 vezes em 2012!
Outro exemplo da prática da loja é de oferecer  um modelo de loja virtual, com preços baixos, no qual o cliente escolhe até cinco óculos, recebe em casa para experimentar por cinco dias, podendo devolvê-los, sem custos.
A conexão com a tecnologia continua, com cabines fotográficas, em que os consumidores podem experimentar armações, tirar fotografias e compartilhar com seus amigos, para ter opinião sobre qual modelo levar.

Workshop de encerramento 

O que a missão técnica me ensinou?
E agora é hora de finalizar esta etapa de aprendizado e partir para a avaliação do que representou para o grupo a missão técnica ao varejo de Nova York.
Todos os comentários foram de total satisfação com o que foi visto e sentido através das experiências  vivenciadas.
A semana  foi intensa, e agora resta a todos o grande desafio…aplicar as melhores práticas em cada empresa coordenada pelos integrantes deste grupo.

E agora é hora de voltar para casa

Nova York deixa saudades e lembranças!

Principalmente deixa a certeza de que valeu a pena conhecer novas pessoas, novas experiências, novas histórias, novos conceitos, novas ideias, novas emoções…
Ao grupo que fez parte deste momento, OBRIGADO pela riqueza da troca de saberes…

                                                             Por Jocelei Fiorentin

 

Receba conteúdos exclusivos do Sebrae direto no seu email.

 

Este conteúdo foi útil para você?
Sim0
Não0

Este conteúdo foi útil para você?
Sim0
Não0

Ei!? O que você achou deste conteúdo?
Compartilhe sua experiência

O seu endereço de e-mail não será publicado.
Todos os campos são obrigatórios.




Privacy Preference Center

Diminuir ou aumentar fonte
Contrast