Em períodos de incerteza como o que vivemos os empreendedores querem saber o que vai acontecer ao longo dos próximos meses para desenvolverem seu planejamento e se preparem para eventuais dificuldades. Muitas publicações e também na internet são apresentadas tendências para o ano que se apresenta, mas como não temos “bola de cristal” para saber o que está certo e o que está errado precisamos saber a diferença entre: profecia, projeção, previsão e prospectiva.

A profecia não tem base científica. Como exemplo podemos citar uma profecia que circulou pela internet que anunciava o fim do mundo dia 20 e dezembro de 2012. Se tivesse levado em consideração esta informação o melhor teria sido trabalhar bastante em 2011 e vender sua empresa no início de 2012, assim poderia aproveitar os últimos meses antes do mundo acabar. Como está lendo este post pode perceber que esta profecia não se concretizou e, portanto, se tivesse seguido esta orientação hoje estaria em uma situação muito ruim.

A projeção é baseada em histórico. Imagine utilizarmos a informação do total de vendas da sua empresa em 2014 e projetarmos as vendas para 2015 sem levar em conta nenhuma outra informação. A empresa vendeu 200 mil em 2014, então projeto que “quero” vender 250 mil em 2015 apenas baseado nas vendas de 2014. É como afirmar que vai chover na primeira semana de dezembro de 2015 simplesmente por que choveu na primeira semana de dezembro de 2014.

Receba conteúdos exclusivos do Sebrae direto no seu email.

 

A previsão é baseada em estatísticas. Se utilizarmos o exemplo da chuva citado anteriormente poderíamos dizer a probabilidade de chover na primeira semana de dezembro baseado em um histórico dos últimos anos. Não poderíamos afirmar que choverá nesta semana mas teríamos uma boa chance de acertarmos. Prever o futuro apenas baseado no passado é como dirigir um carro olhando apenas o espelho retrovisor.

Na visão prospectiva é levado em consideração, além do histórico analisado de forma estatística, informações qualitativas e comportamentais futuras. É traçar metas levando em consideração as estatísticas do histórico das vendas nos últimos anos além de tendências econômicas, sociais, políticas e ambientais. Isso significa dizer que temos que olhar para dentro da empresa e também para fora nas diversas variáveis que interferem no negócio.

Não se preocupe se você não sabe o que vai acontecer no futuro pois seus concorrentes também não sabem. O mais importante é ter mais informação correta e atualizada que seu concorrente e planejar constantemente ajustando seu plano a medida que aquilo que planejou for acontecendo ou não.

Quais as perspectivas para o futuro da sua empresa?

 

Este conteúdo foi útil para você?
Sim0
Não0

Este conteúdo foi útil para você?
Sim0
Não0

Ei!? O que você achou deste conteúdo?
Compartilhe sua experiência

O seu endereço de e-mail não será publicado.
Todos os campos são obrigatórios.




Privacy Preference Center

Diminuir ou aumentar fonte
Contrast