Você é um empresário que deseja crescer, a sua empresa tem a necessidade de crescer para manter-se no mercado… essas duas premissas são suficientes para decidir por mais investimentos?

Você tem a segurança de escolher o melhor momento para isso?

Você sabe exatamente quanto pode investir para crescer e ao mesmo tempo minimizar os riscos do fracasso?

São dúvidas cruéis não é mesmo?

Então, que tal alinharmos a nossa “linha de raciocínio” fundamentando-nos com parâmetros e condições técnicas para que o investimento ocorra de maneira lógica e segura?

Eis um passo-a-passo da minha proposição:

  1. Conheça muito bem seus produtos, saiba classificá-los em três condições distintas: a) itens que geram melhores margens, b) itens que garantem maiores demandas (aqueles que serão mais fáceis de vender e na maior quantidade), e, c) itens que “prometem” um ciclo de vida estável (aqueles que permanecerão no mercado por mais tempo);
  2. Classifique e avalie os fornecedores para estes produtos (entenda-se como produto, também qualquer tipo de prestação de serviço) e verifique quais aqueles que deverão consolidar-se como seu parceiro fornecedor, fatores como: preços, prazos, garantias, suporte técnico, continuidade, volumes e frequência devem ser preponderantes na sua escolha;
  3. Classifique e dimensione o seu público comprador – o público alvo – avaliando o volume de demanda possível de ser atingido, o nível de exigência, o formato do atendimento especialmente do quando e do quanto será necessário para se realizar o devido atendimento a esses clientes;
  4. Classifique, avalie e dimensione o potencial das outras empresas que concorrerão com os mesmos produtos… investigue o que cada um deles faz, como faz e por quanto faz para satisfazer seus clientes;

Até aqui você estará avaliando o seu “potencial de mercado”!

Continue avaliando os seguintes fatores:

  1. MATERIAL – avalie quanto custará o investimento material para adequar-se ao potencial de mercado em questão: Precisará aumentar área de atendimento? Precisará de mais mobiliários? Precisará de mais equipamentos? Precisará de veículos?
  2. HUMANO – avalie a necessidade de contratação e especialização de colaboradores: Quantas pessoas mais serão necessárias? Qual perfil de conhecimento técnico será necessário? Quanto custarão esses profissionais? E, o mais importante, esse profissional está disponível no mercado?
  3. FINANCEIRO – avalie quanto custarão os investimentos materiais e humanos.

Até aqui você estará avaliando o montante financeiro do “investimento” necessário!

Passo seguinte, você necessita fazer a correlação entre os investimentos necessários e o retorno estimado:

  1. Depois de conhecer o mercado e definir pelos seus produtos, você já saberá O QUÊ, QUANTO e POR QUANTO irá vender, com isso, terá uma projeção da sua margem;
  2. Depois de conhecer e determinar o volume de investimento, você saberá QUANTO custará o investimento necessário e QUANDO ocorrerão os compromissos de seus pagamentos;
  3. O resultado necessariamente deverá ser POSITIVO, ou seja, o número encontrado do “quanto vai vender” deverá ser maior do que o número encontrado do “quanto vai custar”!

Você concluiu sua análise da viabilidade, detalhou sistematicamente tudo que será necessário envolver nos fatores: humanos, materiais e financeiros.

PRONTO!

Sim, você está pronto para decidir sobre a viabilidade do investimento, agora, falta tão somente uma última análise na qual você deverá se perguntar: estou pronto para essa empreitada?  Essa é a hora?

Quer a verdade?  A hora certa depende só de você!

Tenho convicção de que você ainda tenha dúvidas, então, elas poderão ser sanadas através de um bom e completo “plano de negócios”.

Boa sorte!

Por Edmilson Tanaka

Receba conteúdos exclusivos do Sebrae direto no seu email.

 

Este conteúdo foi útil para você?


Este conteúdo foi útil para você?

Ei!? O que você achou deste conteúdo?
Compartilhe sua experiência

O seu endereço de e-mail não será publicado.
Todos os campos são obrigatórios.




Privacy Preference Center

Diminuir ou aumentar fonte
Contrast