Muito se falou em Copa do Mundo no Brasil e alguns temas como Estratégia, Confiança e Liderança foram amplamente explorados nos noticiários. No meu ponto de vista estes três temas têm total ligação com o que muito as empresas esperam de seus colaboradores: inteligência emocional.

Afinal de contas, o que é inteligência emocional?

Este tema começou a ser utilizado após os anos 90, juntamente com a era da Gestão por Competências. As empresas se deram conta que, mesmo contratando pessoas com um alto índice de QI, por vezes estas não se adaptavam ao ambiente de trabalho por uma simples razão – comportamento.

A inteligência emocional, segundo o psicólogo Daniel Goleman, é a maior responsável pelo índice de sucesso ou insucesso das pessoas. E ela é composta por habilidades como autoconhecimento emocional, controle emocional, automotivação, reconhecimento de emoções em outras pessoas e habilidade em relacionamentos interpessoais.

Fiquei admirada ao ver, que após o episódio dos pênaltis do jogo Brasil x Chile, o qual Thiago Silva chorou em campo e se recusou a bater o pênalti, sendo ele o capitão, surgiram diversos psicólogos falando a respeito da atitude. Se foi correta ou não, prefiro não entrar nesse mérito, mas o importante foi a importância que a mídia e as pessoas deram, em relação ao aspecto emocional do jogador.

Receba conteúdos exclusivos do Sebrae direto no seu email.

 

Assim como no jogo da Copa, vivemos a mesma emoção que os jogadores, porém no cotidiano empresarial. Essa pressão de bater um pênalti na Copa do Mundo é vivenciada com frequência no dia-a-dia. E se de alguma forma, apontamos o dedo julgando a atitude de alguém, o primeiro aspecto é olhar para si e pensar sobre qual atitude você tomaria em uma situação de extrema pressão.

Vejo que, este episódio foi apenas uma repercussão, em cima de um tema que ainda está em desenvolvimento em todos os seres humanos, e que a cada dia está sendo cobrado com mais intensidade para os que possuem um cargo de alta liderança.

Então, se este é o seu objetivo, que tal refletir um pouco mais sobre a sua inteligência emocional?

 

Este conteúdo foi útil para você?
Sim0
Não0

Este conteúdo foi útil para você?
Sim0
Não0

Ei!? O que você achou deste conteúdo?
Compartilhe sua experiência

O seu endereço de e-mail não será publicado.
Todos os campos são obrigatórios.




Privacy Preference Center

Diminuir ou aumentar fonte
Contrast