Dando continuidade na nossa série “Parceiros do Brasil na Copa do Mundo”, vamos falar hoje sobre uma pequena gigante potência econômica!

O nome oficial do país é (Reino dos) Países Baixos, que consiste em doze províncias. Duas dessas províncias, a Holanda do Norte e a Holanda do Sul, formam juntas a Holanda. Devido ao poder marítimo e econômico dessas províncias no século XVII, os Países Baixos passaram a ser conhecidos como Holanda no mundo todo. Para tornar as coisas ainda mais confusas, os habitantes dos Países Baixos são chamados de holandeses.

Os Países Baixos fazem fronteira com a Bélgica, ao sul, e com a Alemanha a leste. Possui população de cerca de 17 milhões de habitantes, em 2012, segundo estimativas do FMI, distribuída em uma extensão de aproximadamente 42 mil Km2. Comparando-o com as dimensões brasileiras, é um pouco menor que o Rio de Janeiro.

Com PIB Nominal de aproximadamente US$ 773 bilhões em 2012, segundo estimativas do FMI, os Países Baixos destacaram-se como a 18ª principal economia do mundo. O setor de serviços é o principal ramo de atividade e respondeu por 80% do PIB, seguido do setor industrial com 18% e agrícola com 2%.

No ranking da ONU/UNCTAD de 2012, os Países Baixos figuraram como o 5º principal mercado mundial, sendo o 5º principal exportador e o 7º principal importador.

Os países da União Europeia foram destino de 72,6% das vendas holandesas em 2012. A Alemanha foi a principal compradora dos Países Baixos em 2012.

O Brasil foi o 22º destino das vendas do país em 2012, absorvendo 0,7% das vendas dos Países Baixos.

Os vizinhos da União Europeia foram os principais fornecedores de bens aos Países Baixos, suprindo 51,6% das importações do país, seguido pela Ásia com 22,4% do total.

A pauta de exportações dos Países Baixos é composta, em grande parte, por produtos com alto valor agregado, com destaque para combustíveis e máquinas – mecânicas e elétricas foram os principais grupos de produtos exportados pelo país em 2012, representando, juntos, 35,4% do total da pauta.

Assim como nas exportações, na pauta de importações holandesa predominam produtos com alto valor agregado, com destaque para combustíveis (basicamente óleos de petróleo em bruto e refinado), máquinas – mecânicas e elétricas e automóveis, que em 2012, somaram 49,1% das compras do país.

Receba conteúdos exclusivos do Sebrae direto no seu email.

 

No ranking do comércio exterior brasileiro de 2012, os Países Baixos figuraram como o 5º principal parceiro comercial, participando com 3,9% do comércio total do país. Entre 2005 e 2012, o intercâmbio comercial brasileiro com os Países Baixos cresceu 209%. As exportações cresceram 184,6% e as importações 429,4%.

Em valores, o intercâmbio comercial entre os dois países passou de US$ 5,9 bilhões em 2005 para US$ 18,1 bilhões em 2012. O saldo da balança comercial, favorável ao Brasil em todo o período analisado, registrou superávit de US$ 11,9 bilhões em 2012.

As exportações brasileiras para os Países Baixos são compostas, em sua maior parte, por produtos manufaturados, que representaram 45,3% do total em 2012, com destaque para óleo diesel, seguiram-se os básicos, com 40,2%, com destaque para óleos brutos de petróleo e os semimanufaturados com 14,5%.

Pelo lado das importações, os produtos manufaturados predominaram na pauta, representando 97,9% do total em 2012, com destaque para óleo diesel e gasolina. Seguiram-se os produtos básicos, com 1,5%, e os semimanufaturados, com 0,6%.

As importações brasileiras originárias dos Países Baixos apresentaram elevado grau de concentração. Os combustíveis responderam por mais da metade da pauta – gasolina e óleo diesel. Seguiram-se: máquinas mecânicas; adubos; produtos químicos orgânicos; plásticos; instrumentos de precisão e produtos farmacêuticos.

Fica a pergunta:

Como pode um País de dimensão menor que o Estado do Rio de Janeiro ser tão economicamente potente?

Este conteúdo foi útil para você?
Sim0
Não0

Este conteúdo foi útil para você?
Sim0
Não0

Ei!? O que você achou deste conteúdo?
Compartilhe sua experiência

O seu endereço de e-mail não será publicado.
Todos os campos são obrigatórios.




Privacy Preference Center

Diminuir ou aumentar fonte
Contrast