Vivemos um momento de altíssima competitividade sim, porém, partir para a guerra de preços é a única estratégia a adotar?

Não creia nisso!

Partir para a guerra de preços pode dar resultados sim, desde que, praticados com absoluto planejamento, não basta tão somente oferecer descontos para vender mais barato que o concorrente!

Grande engano é pensar que, ao vender mais barato que o concorrente e “tomar” uma grande fatia do seu mercado é garantir o sucesso da sua empresa!

Outro grande engano é pensar que somente o preço baixo atrai o comprador!

Lembre-se primordialmente que, VENDER MAIS BARATO significa essencialmente TIRAR DO SEU PRÓPRIO LUCRO!

Sim, o desconto dado representa o seu lucro, ou seja, você estará reduzindo a sua margem de contribuição que servirá para cobrir seus custos fixos e gerar uma sobra, o seu tão desejado lucro!

É muito recorrente observarmos o mercado e perceber que muitas empresas adotam essa prática, porém, qual é o seu verdadeiro intuito quando praticados estrategicamente?

Dentre inúmeras opções podemos destacar:
-> Tem que desovar o estoque parado;
-> Precisa gerar caixa urgente para pagar contas;
-> Está no final de temporada de vendas desse produto e precisa zerar estoque para renovar o mix para a próxima temporada;
-> O produto saiu de linha;
-> Está ocorrendo a troca de coleção…

Ok, ok, ok… não se trata de nenhuma opção acima, apenas que a empresa necessita fazer frente a concorrência e tentar participar de uma fatia do mercado de consumo… então, precisa agir de forma estratégica.

Devemos então, “misturar” as estratégias de cunho econômico (para a obtenção do lucro), de cunho mercadológico (para vender mais) e de cunho técnico (para vender tecnicamente).

Para isso, estratégias necessitam ser planejadas, mensuradas, avaliadas e tão somente após, aplicadas!

Veja algumas dicas:
-> Atendimento esmerado através de equipe devidamente treinado;
-> Melhoria de qualidade nos produtos e serviços;
-> Mudança de perfil de seus produtos;
-> Aumento da equipe de atendimento;
-> Dispensar mais tempo de atendimento individual para sanar todas as dúvidas e orientar sobre as melhores aplicações;
-> Trabalhar com produtos e matérias-primas de inferior qualidade para melhorar a margem de venda.

Então, a sua estratégia será a guerra de preços? (   ) sim     (   ) não

Se SIM, você está preparado para isso?
(   ) sim, de que maneira?
(   ) não, então o que fazer?

Por Edmilson Tanaka

Receba conteúdos exclusivos do Sebrae direto no seu email.

 

Este conteúdo foi útil para você?


Este conteúdo foi útil para você?

Ei!? O que você achou deste conteúdo?
Compartilhe sua experiência

O seu endereço de e-mail não será publicado.
Todos os campos são obrigatórios.




Privacy Preference Center

Diminuir ou aumentar fonte
Contrast