A mais de 200 anos atrás bastava ter disponibilidade do produto para vender. Existia mais gente querendo comprar que gente vendendo. Com a revolução industrial e a alta produtividade, os custos baixaram, os preços caíram e mais clientes tiveram acesso ao produto. Nas últimas décadas temos acompanhado o crescimento do serviço sendo vendido junto com o produto. É muito difícil não associar produto com serviço.

Receba conteúdos exclusivos do Sebrae direto no seu email.

 

Atualmente o que vale é a experiência que o produto/serviço proporciona. Criar uma experiência única pode ser o desejo de muitas empresas, porem colocar em pratica é raro. O discurso é simples: basta inovar e superar as expectativas do cliente fazendo algo inesperado, porém altamente aceito pelo cliente. Esta mágica deve ser constante, não basta acertar uma única vez. É isso que dificulta tanto e podemos citar apenas alguns exemplos como Google, Disney e Apple.

Você deve estar pensando: “…Ok, mas eu sou um microempresário, como eu posso fazer isso? ”

A resposta: simplicidade e criatividade. Veja a lista de coisas a fazer:

– perceba o que está acontecendo a sua volta, no seu mercado, com seus clientes,
– quais são as dificuldades que você encontra em seu dia a dia e como solucionar estes problemas,
– formule hipóteses e pesquise se as respostas são aceitas pelos clientes.
– pense em modelos de negócios diferente dos que você já conhece,
– pense em novas formas de monetizar, ou seja, como transformar esta experiência em dinheiro.
– pense diferente e busque alternativas diferentes de seus concorrentes.

Comente as experiências positivas que tenha vivenciado nos últimos tempos.

 

Este conteúdo foi útil para você?
Sim0
Não0

Este conteúdo foi útil para você?
Sim0
Não0

Ei!? O que você achou deste conteúdo?
Compartilhe sua experiência

O seu endereço de e-mail não será publicado.
Todos os campos são obrigatórios.




Privacy Preference Center

Diminuir ou aumentar fonte
Contrast