É comum encontrarmos empresas do regime do simples nacional que não registram funcionários, sendo que a intenção é conter seus custos com encargos sociais, no entanto, trata-se de um erro!
Erro, porque na maioria destes casos, mesmo sem registro, por exemplo, ao final do ano também estes funcionários não registrados esperam pelo seu 13° salário. Também, depois de 1 ano de dedicação, esperam receber suas férias…

Receba conteúdos exclusivos do Sebrae direto no seu email.

 

Note, portanto, que, esses compromissos existem independentemente de registro ou não, então, por que não registrá-los?

Os principais riscos de não fazê-lo são:

  • fiscalização trabalhista
  • acidentes de trabalho
  • reclamatórias trabalhistas

Para seu conhecimento, os encargos sociais – no regime simples nacional – que incidem sobre o salário de um trabalhador são:
1) FGTS …………………………………………………. 8,00%
2) FÉRIAS + 1/3 Abono + Encargos ………….. 12,00%
3) 13° SALÁRIO + Encargos ……………………… 9,00%

A estes índices somamos mais a variável que é a indenização por rescisões contratuais, com isso, seus encargos somam 34%.
Calculando, a cada R$ 1.000,00 de salários, o custo com os encargos será aproximadamente de R$ 1.340,00.

Pense nisso e avalie a sua situação e seus riscos!

 

Este conteúdo foi útil para você?


Este conteúdo foi útil para você?

Ei!? O que você achou deste conteúdo?
Compartilhe sua experiência

O seu endereço de e-mail não será publicado.
Todos os campos são obrigatórios.




Privacy Preference Center

Diminuir ou aumentar fonte
Contrast