Ter a ideia de empreender, quem não teve? Mas, agora parece que ela bate à porta com mais constância, apontando para uma atividade que procurava a tempo colocar em prática. A situação atual do Brasil, traz a criatividade a “flor da pele” com inúmeras possibilidades de resolver e/ou facilitar serviços e até a criação de novos produtos.

Ser otimista ajudará muito em um primeiro momento, mas, organizar os impulsos das possibilidades criadas entendendo apontamentos e alguns conselhos valiosos de quem já estudou ou vivenciou situações próximas a sua poderá ser um uma boa estratégia de continuidade.

Existem complexidades do Oiapoque ao Chuí, temos exemplos globais de situações positivas resolvidas por uma ideia boa em diversas situações, inclusive necessidades atendidas, criando uma atmosfera de empresas novas em um mercado global.

Então, prospectar como irá crescer e quanto será a porcentagem a cada ano dessa evolução, facilitará entender as variáveis existentes na macroeconomia e qual a melhor estratégia escolher para inserção e fixação no mercado.

 

Na incerteza é bom começar pequeno, mas sempre pensando grande, motivo e que os pequenos negócios, no início tem mais a flexibilidade de mudança e adaptações, e, isso contribui de maneira mais rápida a acertar a trajetória almejada.

Como um bom empreendedor não deve esquecer de uma característica: capacidade de correr riscos calculados, em outras palavras é ter dinheiro em caixa para sustentar as atividades no início, ter saldo em caixa, pois falta dele faz muitas ideias boas sumirem. Atenção para o tamanho de sua ideia.

Receba conteúdos exclusivos do Sebrae direto no seu email.

 

A sua ideia pode ser absorvida pelas pessoas como uma nova necessidade do seu dia-a-dia e/ou de possibilitar uma qualidade de vida melhor. Analise e leve a sério este item. Criar um costume pode ser difícil, mas se for transparente e eficiente o seu uso, com certeza mais pessoas usaram.

Quando você absorver isso, dará conta que encontrou uma oportunidade de fazer a diferença e mudando hábitos e inserindo produtos e/ou serviço que contribuíram um pouco para juntos desenvolvermos a nossa sociedade em um processo continuo de ideia inovadora com aplicação/uso que contribuirá para facilitar as atividades diárias.

Para empreender, é importante ter foco em seu SONHO e uma cabeça aberta para entender seu entorno refletindo a melhor opção.

Fonte: Empreendedorismo na veia: um aprendizado constante de Rogério Cher.

Este conteúdo foi útil para você?


Este conteúdo foi útil para você?

Ei!? O que você achou deste conteúdo?
Compartilhe sua experiência

O seu endereço de e-mail não será publicado.
Todos os campos são obrigatórios.




Privacy Preference Center

Diminuir ou aumentar fonte
Contrast