Reajustes aprovados pelo governo federal é o resultado de socorro ao setor elétrico que acumula déficit superior a R$ 24 bilhões.

Eis a escala de aumentos previstos:

  • 2014 = 29%
  • 2015 = 20%
  • 2016 = 18,7%
  • 2017 = 14,1%
  • 2018 = 14,1%

 

Há que se considerar inclusive que a situação pode ainda agravar em função dos baixos níveis de reservas.

E qual o meu propósito com essa notícia?

Bem, quanto uma empresa é dependente da energia elétrica? Muito não é mesmo?

Agora, pior quando a empresa tem a dependência da energia elétrica como matriz energética para acionar suas máquinas e equipamentos de produção.

Receba conteúdos exclusivos do Sebrae direto no seu email.

 

Quanto maior esta dependência, maior é a participação desta conta na estrutura de custos da empresa, então, a elevação dos custos de energia representam a elevação nos custos de produção e operação. Lembre-se que nem sempre a elevação destes custos são possíveis de serem repassados ao preço de seu produto ou serviço, diferente do que acontece aqui!

Analise antecipadamente, portanto, quanto será esse impacto, e, se necessário e possível, pesquise por soluções alternativas de matriz energética.

Pense nisso!

Este conteúdo foi útil para você?
Sim0
Não0

Este conteúdo foi útil para você?
Sim0
Não0

Ei!? O que você achou deste conteúdo?
Compartilhe sua experiência

O seu endereço de e-mail não será publicado.
Todos os campos são obrigatórios.




Privacy Preference Center

Diminuir ou aumentar fonte
Contrast