Falamos de um índice econômico bastante técnico, porém, extremamente necessário que você o conheça, sabendo o que significa, qual a sua implicação e como avaliar o índice encontrado.

DO QUE SE TRATA?

Este índice revela o grau de endividamento da empresa, ou seja, quanto a sua empresa depende de gerar dívidas para conduzir o negócio.

O QUE SIGNIFICA?

Esse índice, quando analisado por diversos e consecutivos períodos, demonstra a política de obtenção de recursos da empresa;

Se a empresa recorre a dívidas como complemento de Capitais Próprios para aplicá-los no processo produtivo podemos dizer que esse tipo de endividamento é sadio;

Já, se a empresa recorre a contrair sucessivas dívidas através de empréstimos para pagar outras dívidas, esse é um tipo de endividamento ruim… há um grande risco de falência.

Portanto, operar com capitais de terceiros pode resultar num grande problema quanto maior for a dependência da empresa por estes recursos.

Por outro lado, pode ser vantajoso para a empresa trabalhar com capitais de terceiros desde que a remuneração a ser paga pela obtenção for menor que o lucro a ser obtido no seu negócio.

Receba conteúdos exclusivos do Sebrae direto no seu email.

 

COMO CALCULAR?

Ele é calculado dividindo-se o valor total de passivos¹ pelo total de ativos² e multiplicando por 100 para se obter um índice percentual.

¹ PASSIVO = valores do passivo circulante (contas a pagar a fornecedores + empréstimos + financiamentos + impostos + salários -> exigíveis nos próximos 360 dias) e também o exigível de longo prazo -> valores a pagar acima 360 dias.
² ATIVO = valores do ativo circulante (saldos disponíveis em caixa e bancos + contas a receber + estoques)

COMO AVALIAR?

Quanto MAIOR for o índice encontrado, PIOR será a situação, uma vez que MAIOR será o risco da atividade!
Como parâmetro geral, um índice superior a 70% denota grande dependência de recursos de terceiros o que pode significar gastos em excesso e margens insuficientes de comercialização.

Um detalhe muito importante: esta mesma análise pode e deve ser feita para as finanças pessoais!

Pense nisso!

 

Este conteúdo foi útil para você?
Sim0
Não0

Este conteúdo foi útil para você?
Sim0
Não0

Ei!? O que você achou deste conteúdo?
Compartilhe sua experiência

O seu endereço de e-mail não será publicado.
Todos os campos são obrigatórios.




Privacy Preference Center

Diminuir ou aumentar fonte
Contrast