É mais comum associarmos resíduos de alto impacto ambiental às atividades industriais mas tanto empresas comerciais como de serviços ou mesmo uma organização como o Sebrae, adquirem bens de consumo necessários às suas atividades que podem  trazer graves prejuízos ambientais se o descarte não for realizado da forma adequada.

Estar atento a esses casos é uma preocupação fundamental para o Comitê Executivo de Sustentabilidade e por isso apresentamos a seguir alguns exemplos com os quais nos deparamos desde 2015: pilhas e baterias, fitas VHS, CDs, DVDs, lâmpadas fluorescentes e fitas de backup LTO.

Pilhas

Em uma de suas ações anteriores o Sebrae no Paraná vinha atuando como um “ponto de coleta” de pilhas e baterias usadas por seus colaboradores e em novembro/2015 fez a destinação correta de 140 kg destes produtos. Como estes materiais requerem uma destinação específica, foi necessário buscar uma empresa que realizasse o correto descarte. O processo utilizado para esta destinação é o “encapsulamento”, onde são feitos blocos de cimento para o correto aterramento (pilhas e baterias encaixam-se nos Aterros Classe I – para resíduos perigosos). Após a correta destinação, o Sebrae recebeu o certificado de destinação final destes itens.

Fitas VHS

Material de resíduo classe II – necessita aterramento para o devido descarte

Em março de 2017, aconteceu a coleta de 310 kg de fitas VHS que estavam armazenadas nas antigas áreas de biblioteca do Sebrae. Para essa ação foram separados os tipos de lixo para o correto descarte: Plástico (embalagem da fita VHS) e Papel (rótulo da fita VHS) encaminhados para reciclagem convencional; os rolos de fitas VHS foram destinados para a empresa especializada por se tratar de Resíduos Classe II e conterem uma alta concentração de metal pesado, mais especificamente: o cromo e o óxido de ferro. O cromo, em especial, quando descartado de maneira incorreta, tem potencial para causar um sério impacto ambiental, sendo o efeito mais grave a contaminação da água.

CDs

No mês de dezembro/2017 foram encaminhados para o processo ambientalmente correto de descarte 95 kg de Cd’s que estavam inutilizados pelo Sebrae. Como se trata de um resíduo considerado perigoso, este material não deve ser descartado de forma convencional, junto com os demais resíduos sólidos. O CD passa pela desmagnetização (separação do metal e do plástico), depois há a separação dos resíduos e, posteriormente, a reciclagem do plástico, no caso, o policarbonato. Também é classificado como um resíduo classe II, assim como a fita VHS.

Lâmpadas Fluorescentes

Descarte Lampada FluorescentesNo período de 2015 a 2017 o Sebrae realizou a troca de 6.447 lâmpadas fluorescentes por lâmpadas LED.
A ação teve um forte impacto econômico na redução de gastos com energia elétrica (explicados melhor em nossa página sobre os resultados das ações na Dimensão Econômica) mas gerou também um volume significativo de materiais com alto impacto ambiental.
Para assegurar a correta destinação dessas peças, ao longo dos 3 anos o Sebrae contratou serviços especializados para a coleta e processamento dessas lâmpadas, visando não causar nenhum impacto ambiental. A operação correta permite a destruição das lâmpadas no próprio local de descarte com segurança e praticidade, evitando a contaminação do ar pelo gás de mercúrio e devolvendo à atmosfera apenas o ar descontaminado.

Fitas de Backup

Descarte fitas backupDurante o mês de novembro/2017, foram encaminhados para descarte/destruição 30 kg de fitas de backup LTO, utilizadas para armazenamento de informações antigas pela UTIC – Unidade de Tecnologia da Informação e Comunicação. Estas fitas, por conterem material contaminante considerado perigoso, não podem ser simplesmente descartadas em lixos convencionais e necessitam da destinação ambientalmente correta. As fitas também são consideradas como resíduos classe II e podem ser parcialmente recicláveis, pois é possível recuperar metais e plásticos. Já o elemento magnético ou a fita propriamente dita não é comercialmente viável para a reciclagem, devendo ser fragmentada e posteriormente encaminhada para aterro específico, deteriorando com o passar dos anos, já sem risco de contaminação do solo.

Dando continuidade às iniciativas de destinação especial aos materiais de alto impacto ambiental, sintetizamos abaixo as quantidades encaminhadas pelo SEBRAE do Paraná em 2018 por meio de empresas especializadas e certificadas para essa finalidade.

Material Volume (kg)
CDs 401
Fitas VHS 28
DVDs 1.580
TOTAL 2.009