Ano de eleição é a publicidade de sempre: cartazes, santinhos, promessas e vote em mim. Todos são suportavelmente ignoráveis, menos o melhor de todos, o Programa Eleitoral Gratuito. Para muitos, é uma chatice. Menos tempo de novela, menos boa noite do Willian Bonner e inicia justamente no horário onde está toda a família reunida em volta de um aparelho televisivo. O programa começa, a atenção dispersa.

Porém, há uma gigantesca oportunidade para as empresas aproveitarem estes 40 minutos de blábláblá. Recapitulem comigo: ao momento que o programa começa, a atenção dispersa para onde? SIM, PARA A INTERNET!

Quando a TV não nos agrada, é automático nós pegarmos nossos smartphones e stalkear no Facebook, desabafar no Twitter, curtir fotos no Instagram, fofocar no WhatsApp, acessar blogs e assistir a vídeos do Youtube. E é com este comportamento que nós nos enquadramos ao perfil de usuários Multi-telas.

Desde o surgimento do iPhone, em 2007, a forma com que nós consumimos conteúdo passou por uma transformação drástica. Esta tendência traz uma nova forma de consumo de mídia e um caminho de conversão a ser analisado: 7 a cada 10 usuários brasileiros usam TV e smartphones ao mesmo tempo, coisa que há alguns anos atrás, assistir televisão demandava uma atenção exclusiva.

Receba conteúdos exclusivos do Sebrae direto no seu email.

 

Para você ter uma noção maior sobre este fenômeno:

  • 63 milhões de brasileiros usam pelo menos duas telas diariamente (TV + computador);
  • 30 milhões de brasileiros usam três telas (TV + computador + smartphone);
  • A penetração de smartphones cresceu 86% em relação a 2012, chegando a 26%; enquanto a adoção de tablets cresceu 300%.

Transformações na mídia:

  • A maior parte da exposição à mídia é por meio de telas (69%), sendo o computador o que tem a maior média semanal (26 horas), seguido da televisão (19 horas) e smartphones (13h)
  • O deslocamento entre as telas pode ser simultâneo ou sequencial. O comportamento do brasileiro é mais simultâneo, sendo a TV a tela consumida de forma mais simultânea:

Impacto no consumo:

  • 27% dos usuários multi-telas já fazem compra online no Brasil;
  • Mais de 30% deste grupo usa mais de um dispositivo para concluir a compra.

***

Perante a todos estes números, posso tirar a conclusão que o Programa Eleitoral Político pode ser uma forma da sua empresa ganhar presença online, destaque nas mídias sociais e oportunidades de vendas no seu e-commerce. Segue algumas dicas:

  1. O horário é nobre, a concorrência é grande. Seja objetivo e deixe seus posts coringas para este horário;
  2. Como o programa eleitoral é chato, humor sempre ajuda. Uma marca de roupas poderia muito bem dar dicas de moda para alguns candidatos com um figurino mais exótico;
  3. Gafes de candidatos sempre acontecem. Fique atento aos possíveis ganchos para gerar conteúdo espontâneo;
  4. Brincou com política, pode ter certeza que virá a crítica. Não se intimide por ofensas, reclamações e elogios desajeitados. Deixe que as pessoas critiquem o seu conteúdo, afinal, crítica nas mídias sociais é conversão e viralização;
  5. Empresa não tem candidato. Deixe completamente de lado as suas preferências políticas e foque na oportunidade da sua empresa;

Aos que gostam de política, não se sintam ofendidos. E aos que acham que este comportamento de usuário multi-telas vai acabar, bem, saibam que vocês estão multi-enganados. #PraçaÉNossa #ZorraTotal #StandUpComedy

Via AdnewsProxxima.

Este conteúdo foi útil para você?
Sim0
Não0

Este conteúdo foi útil para você?
Sim0
Não0

Ei!? O que você achou deste conteúdo?
Compartilhe sua experiência

O seu endereço de e-mail não será publicado.
Todos os campos são obrigatórios.




Privacy Preference Center

Diminuir ou aumentar fonte
Contrast