Este é o primeiro passo para que tenhamos alteração nos limites de faturamento para efeitos de enquadramento das empresas no MEI, no SIMPLES NACIONAL e também no perfil de empresas: MICROEMPRESA e EMPRESA DE PEQUENO PORTE.

COMISSÃO ESPECIAL DESTINADA A EMITIR PARECER AO PROJETO DE LEI COMPLEMENTAR N° 25, de 2007:
Atera os limites de faturamento para as seguintes condições:

MEI – Microempreendedor Individual ………  Limite de R$ 120.000,00 para cada ano-calendário

MICROEMPRESA …………………………………… Limite de R$ 900.000,00 para cada ano-calendário
EMPRESA DE PEQUENO PORTE ……………. Limite de R$ 14.400.000,00 para cada ano-calendário.

Receba conteúdos exclusivos do Sebrae direto no seu email.

 

Propõe redução no número de tabelas de alíquotas para o regime do simples nacional para 4 tabelas, ocorrendo então, a unificação dos Anexos III, IV e V para somente o Anexo III, e o Anexo VI, passa a ser o Anexo IV, com as seguintes faixas de faturamento e escalas de alíquotas.
Não deverá ocorrer tão somente aplicação das alíquotas… tal qual a tabela do IRPF que possibilita DEDUÇÕES NAS PARCELAS, nestas tabelas também serão passíveis as deduções, é a proposta!  (clique na tabela para ampliar)

Resta-nos aguardar a evolução dos trâmites até a aprovação final pela Presidência da República.

Estas mudanças deverão entrar em vigor a partir de 2016.

Este conteúdo foi útil para você?


Este conteúdo foi útil para você?

Ei!? O que você achou deste conteúdo?
Compartilhe sua experiência

O seu endereço de e-mail não será publicado.
Todos os campos são obrigatórios.




Privacy Preference Center

Diminuir ou aumentar fonte
Contrast