Quando vou escrever um novo post, costumo dar uma espiada no Google para ver se encontro alguma novidade relevante no setor, algum tema que mereça discussão, enfim busco alguma inspiração. Porém informo que esta fonte de inspiração está secando, cada vez mais o termo franquia já vem com respostas sugeridas, acompanhado das palavras “barata”; “baixo investimento”; “compre agora”, entre outras ainda mais apelativas.

Fui pesquisar no Google Trends para verificar se era uma impressão ou se realmente as franquias baratas estavam dominando o mercado, pelo menos nos buscadores da internet.

Veja que “abrir uma franquia” tem menos da metade das buscas de “uma franquia barata” e “franquia mais barata”.

Veja agora o gráfico histórico da busca por “franquia barata”:

Até 2010 a busca era praticamente irrelevante, e apesar da variação norma de picos para cima e para baixo percebe-se que existe ainda uma tendência de crescimento.

Quando o mercado é comprador de alguma coisa, qualquer coisa, certamente vão aparecer pessoas querendo atender esta demanda e assim ganhar algum dinheiro. Nada mais justo, esta é a regra do jogo mesmo.

Agora fique atento para isto:

Isto tem acontecido agora. Com a procura grande por franquias baratas, começaram a surgir muitos negócios que sequer podem ser chamados de franquia, oferecendo-se como a oportunidade do século para compradores menos avisados.

Assim o objetivo aqui é alertar para que você não caia numa armadilha. Não significa que nenhuma franquia barata possa ser um bom negócio, apesar de poucas, elas existem.

Fiz toda esta apresentação para mostrar o cenário da lista dos 5 motivos para não comprar uma franquia barata, sem esta apresentação provavelmente você perguntaria: se é assim como você está falando nesta lista, como tem tantas franquias baratas funcionando por aí? Então já antecipei a resposta apresentado as figuras acima que mostram que o volume e o interesse são muito grandes, e assim apesar de tudo continuam existindo e surgindo novas franquias nestes modelos todos os dias.

Receba conteúdos exclusivos do Sebrae direto no seu email.

 

Vamos lá os motivos para não comprar uma franquia barata são os seguintes:

1)     Você recebe o que você paga

Quando compramos uma franquia estamos comprando uma história, um know-how, uma marca, um aprendizado. Não existe mágica, se tudo isto está sendo vendido por um preço muito barato, é porque provavelmente tenha muito pouco valor, e se isso (que é a essência da franquia) tem pouco valor, por que você quer comprar?

 

2)    Estratégia de ganhar muito, e rápido e sumir

Franquias que não são lucrativas de verdade, tem uma estratégia bem básica. Vender muitas unidades, colocar muitas taxas de franquia no bolso e depois ver o que acontece (e normalmente o que acontece não é nada bom para os franqueados).

 

3)    Crescimento rápido gera falta de estrutura se não tiver planejamento

Franquias baratas tendem a vender muitas unidades rapidamente, assim tem um aumento enorme na demanda dos franqueados em relação a treinamento, orientações para escolha do ponto, consultoria de campo, etc. Aumentar a capacidade de realização destes serviços, que são muito importantes para os franqueados, não é uma coisa que aconteça rapidamente, assim a desculpa de que “crescemos muito rápido e assim não conseguimos atender com a mesma qualidade”, é apenas uma desculpa, pois é obvio que iria acontecer.

 

4)    A lógica do uso de recursos de terceiros

Pense comigo: se o negócio é muito bom, mesmo que cobre royalties e taxa de franquia, porque eu vou dar uma parte do meu lucro para o franqueado?

A resposta é a seguinte: o sistema de franchising está baseado na expansão de um negócio lucrativo, através de recursos de terceiros, para alavancar o crescimento de maneira mais rápida do que se conseguiria sem este investimento. Assim o investidor abre mão de uma parte do lucro em função da possibilidade de crescimento do negócio com recursos de terceiros.

Muitas franquias oferecem negócios oferecendo possibilidades maravilhosas de retorno, com investimento baixíssimo. Uma pergunta que vale a pena: Se é tão bom e precisa de pouco investimento porque não tem mais lojas próprias?

 

5)    Você não quer pagar para ser um vendedor

Ao analisar o formato de negócio de algumas franquias baratas pode-se perceber que no final da história o franqueado tem um papel basicamente de vendedor de produtos do franqueador, e ainda pagará por isso. Não é um grande problema, a não ser que você não queira pagar para ser um vendedor.

O objetivo deste post é alertar aos interessados sobre os cuidados ao analisar a compra de uma franquia barata. Existem muitas franquias baratas que são bons negócios, e outras péssimos, o importante é conseguir descobrir quem é quem neste mercado.

Tenha paciência, analise bem e faça bons negócios!

Este conteúdo foi útil para você?
Sim0
Não0

Este conteúdo foi útil para você?
Sim0
Não0

Ei!? O que você achou deste conteúdo?
Compartilhe sua experiência

O seu endereço de e-mail não será publicado.
Todos os campos são obrigatórios.




Privacy Preference Center

Diminuir ou aumentar fonte
Contrast